Homem-Aranha: Potestade, HQ solenemente ignorada pelos fãs

História constrangeu uma legião de leitores americanos ao mostrar um nu frontal do idoso Peter Parker

Adriano Marangoni, especial para o Estado,

08 Outubro 2007 | 19h36

Pra lá de polêmica, chegou às bancas Homem-Aranha: Potestade (Panini, R$ 17,90). Inspirada no clássico Batman: Cavaleiro das Trevas, a nova história em quadrinhos mostra o Aranha, aposentado e decadente, 35 anos no futuro voltando à ativa num mundo mais violento, marcado pelo autoritarismo.   Enredo à parte, a HQ constrangeu uma legião de leitores americanos ao mostrar um nu frontal do idoso Peter Parker, o Homem-Aranha. Mais ainda, a edição criou uma explicação incomum para justificar a morte de Mary Jane, sua mulher: envenenamento radioativo causado pelos "fluidos corporais" do herói.   Pouco antes de ser lançada nos Estados Unidos, em dezembro de 2006, a revista já havia causado rebuliço ao ter divulgada sua capa. Ela mostrava o herói agarrado à lápide de Mary Jane, personagem querida pelos fãs. Impulsionando as vendas, a capa foi o menor dos problemas.   Viúvo   Em depressão, o viúvo Peter Parker mal tem forças para se levantar da cama, tampouco se vestir. Por causa da cena (bastante sutil, na verdade), a editora Marvel divulgou uma declaração advertindo sobre o conteúdo da revista, possivelmente ofensivo para alguns leitores. Pouco depois ao seu lançamento, uma edição alternativa que escondia o sexo do personagem foi colocada à disposição nas lojas para troca.   Após dois meses, veio o fatídico terceiro número da série em que o Homem-Aranha expôs sua culpa. "Me amar acabou te matando", diz o herói, delirante, abraçando o corpo de sua amada. Sem deixar muitas dúvidas, o aborrecido episódio tem sido solenemente ignorado pela maioria dos fãs.   Para muitos, uma história que foi longe demais, a HQ foi escrita e desenhada por Kaare Andrews. Estrela em ascensão na Marvel até o começo deste ano, o autor não mostrou nenhum trabalho de maior destaque desde o último número de Potestade, em março deste ano.   Diferente das quatro edições americanas, a versão brasileira de Homem-Aranha: Potestade (tradução sisuda de Spider-Man: Reign) vem em edição única encadernada e sem alterações nos desenhos.

Mais conteúdo sobre:
Homem-Aranha

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.