Holanda e Brasil querem intercâmbio de artesanato

Design Solidário é um projeto que será realizado pela A Casa - Museu de Artes e Artefatos e por um grupo de 20 holandeses da Academia de Design de Eindhoven que desembarcará em São Paulo e em Serrita, no alto sertão de Pernambuco, para um intercâmbio cultural, de junho a julho. Os alunos da academia já estão tendo aulas de português e cultura popular brasileira, para participar do programa. A idéia é que no futuro, um grupo de brasileiros siga para Holanda, para desenvolver atividade semelhante. Os designers holandeses vão trabalhar em conjunto com os artesãos de Serrita e com os marceneiros da comunidade Monte Azul, em São Paulo. Em Pernambuco, eles vão produzir peças em couro e aqui em São Paulo, móveis, brinquedos em madeira, papel reciclado e tecidos nas oficinas da Monte Azul. O resultado desse trabalho será exposto, em São Paulo, juntamente com os objetos da designer holandesa Hella Jongerius, coordenadora do grupo, em local ainda não definido. O projeto foi concebido há quase dois anos e discutido em público no 1.º Encontro: Artesanato, Design e Mercado Solidário, em maio de 2000 no auditório da Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Quem é quem - A Casa - O Museu de Artes e Artefatos Brasileiros, é um espaço que coleta e armazena informações a respeito da produção de artefatos brasileiros. Estuda a produção artesanal em seu contexto cultural e a sobrevivência desses artesãos e da sua participação no mercado formal - ainda restrito - o museu atua na organização de dados, seminários, cursos e exposições. ADE - Academia de Design de Eindhoven (Design Academy Eindhoven) - Fundada em 1947, oferece cursos de bacharelado nas áreas de arte e design, mestrado em arte e pesquisa em design. Reconhecida nos grandes centros europeus de design e da moda como Paris, Milão e Turim, a Academia criou um ateliê de artesanato como uma de suas disciplinas. Alunos e professores experimentam novas formas de pensar o design: com as mãos. Frente Cultural de Serrita/Fundação Quinteto Violado - A Fundação Quinteto Violado tem como objetivo explorar, desenvolver, promover e incentivar todas as formas de cultura do Nordeste. Através do Programa de Combate à Seca do Governo Federal, desenvolve, no Município de Serrita, várias oficinas: capacitação de artesanato em couro monitorado com mestres artesãos da região, formação de coral de vaqueiros aboiadores e prática instrumental inspirada no Trio Nordestino (Acordeom, Zabumba, Triângulo). Associação Comunitária Monte Azul - Com mais de vinte anos, a Associação Comunitária Monte Azul, hoje, atua nas favelas Monte Azul e Peinha, e no bairro Horizonte Azul. Estas áreas contam com berçários, creches, jardins de infância, pré-escolas, e oficinas profissionalizantes, como a de marcenaria.

Agencia Estado,

06 de fevereiro de 2001 | 19h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.