Hitchcock e Billy Wilder na TV paga

Treinadora por Acaso

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2010 | 00h00

15H40 NA GLOBO

(Soccer Mom). EUA, 2007. Direção de Gregory McClatchy, com Missi Pyle, Emily Osment, Dan Cortese, Kristen Wilson, Elon Gold.

Muita gente se impressiona como e por que o futebol não consegue triunfar nos Estados Unidos. Talvez porque falte uma mãe como a deste filme. Para ajudar a filha, ela se passa por técnico italiano e lidera o time de "soccer" da escola. O desafio não é a função que exerce, mas manter a mentira por tempo suficiente para a equipe se consagrar como campeã em um importante torneio. Variação de Tootsie, ou melhor, de Victor ou Victoria?, mas no esporte. Reprise, colorido, 90 min.

Flipper, O Menino e o Delfim

22H NA REDE BRASIL

(Flipper). EUA, 1963. Direção de James B. Clark, com Chuck Connors, Luke Halpin, Connie Scott, Kathleen Maguire, Jane Rose, Joe Higgins, Robertson White, George Applewhite.

Garoto adota golfinho e o filme, "para toda a família", foi um grande sucesso de público na época, tendo dado origem a uma série de TV (com Luke Halpin). Surgiram outra série e outro filme nos anos 1990, mas são inferiores. O original trata de relações, com o pai, a mãe. Tem charme. Reprise, colorido, 90 min.

O Aviador

23H10 NO SBT

(The Aviator). EUA, 2004). Direção de Martin Scorsese, com Leonardo DiCaprio, Cate Blanchett, Alec Baldwin, Kate Beckinsale, John C. Reilly.

A segunda das quatro parcerias - até agora - do astro DiCaprio com o diretor Scorsese que romantiza a figura do milionário Howard Hughes, que investiu no cinema e no projeto de um avião avançado para a época. A história é praticamente a mesma de Os Insaciáveis e o filme de Edward Dmytryk, com George Peppard, dos anos 1960, dá de 10 no de Scorsese. Mas é programa que tem defensores, Cate Blanchett ganhou o Oscar de coadjuvante por seu papel como Katharine Hepburn, Kate Beckinsale é estonteante como Ava Gardner. Não deixa de ser um aperitivo para A Origem, de Christopher Nolan, que estreia sexta e DiCaprio é poderoso no outro filme. Reprise, colorido, 168 min.

Intercine

1H50 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre - Os Primeiros 20 Milhões, de Mick Jackson, com Adam Garcia como inventor jovem, vítima de uma piada dos colegas e que só se reorganiza na vida quando Rosario Dawson lhe devolve a criatividade, a autoestima (e o apetite sexual); e Mergulho no Escuro, de Harry Winer, com Michelle Trachtenberg como garota que sempre teve o sonho de morar num castelo na França; agora, instalado no local, ela precisa superar energias negativas que ameaçam o próprio castelão.

Amanhã

A Globo exibe, no Intercine, o preferido do público entre - Corações Roubados, de Bill Bennett, com Denis Leary e Sandra Bullock como casal de ladrões que bola plano para roubar valiosa pintura (EUA, 1996, fone 0800-70-9011); e Diabolique, de Jeremiah S. Chechik, remake do cult francês As Diabólicas, de Henri Georges Clouzot, com Sharon Stone e Isabelle Adjani nos papéis que foram de Simone Signoret e Vera Clouzot; o filme é sobre duas mulheres que matam o marido de uma delas, mas o cadáver desaparece, num clima de gran guignol (EUA, 1996, fone 0800-70-9012).

TV Paga

O Pecado Mora ao Lado

22 h NO TCM

(The Seven Year Itch). EUA, 1955. Direção de Billy Wilder, com Marilyn Monroe, Tom Ewell, Evelyn Keyes, Sonny Tuffs, Oscar Homolka, Carolyn Jones.

Comédia que marcou época sobre homem casado que fica sozinho na cidade nas férias da mulher e fraqueja pela sexy vizinha. A cena em que Marilyn mostra a calcinha ao se ventilar no respiradouro do metrô virou clássica. Reprise, colorido, 105 min.

A Ilha dos Prazeres Proibidos

0h30 NO CANAL BRASIL

Brasil, 1978. Direção de Carlos Reichenbach, com Neide Ribeiro, Meiry Vieira, Zilda Mayo, Roberto Miranda.

Realizado entre clássicos do diretor Reichenbach na Boca do Lixo - Lilian M, Império do Desejo, Amor, Palavra Prostituta, etc. -, este filme de aventuras sobre dublê de jornalista e agente de direita, contratada para matar indesejáveis numa ilha que funciona como reduto de liberação sexual, é quase sempre considerado um equívoco do autor, embora reúna elementos conhecidos do seu estilo na época. Muito sexo, referências cinematográficas, preocupações políticas (o País vivia sob uma ditadura), etc. Vale rever - e se o cartaz do Canal Brasil revelar agora qualidades que passaram despercebidas? Reprise, colorido, 85 min.

Intriga Internacional

1h30 NO TCM

(North by Northwest). EUA, 1959. Direção de Alfred Hitchcock, com Cary Grant, Eva Marie Saint, James Mason, Leo G. Carroll, Martin Landau, Jessie Royce Landis.

Um dos grandes filmes de Hitchcock, sobre homem que é confundido com espião e vira alvo de uma caçada humana. O mestre do suspense estava com a corda toda e cria cenas emblemáticas que permanecem com os cinéfilos -o herói reduzido a proporções liliputianas quando foge do prédio da ONU; a perseguição do avião, na estrada deserta; o desfecho no Monte Rushmore. Reprise, colorido, 136 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.