Chris Pizzello/AP e Mario Anzuoni/Reuters
Chris Pizzello/AP e Mario Anzuoni/Reuters

History decide não exibir The Kennedys

Um trailer promocional de The Kennedys, minissérie multimilionária preparada pelo History Channel, sugere que o público poderá dar uma espiada nos bastidores e nos quartos do famoso clã político. A atração reconstitui a vida do presidente John F. Kennedy e de sua família. A chamada da atração anunciava: "Por trás da imagem pública está a história de uma dinastia americana."

Dave Itzkoff, The New York Times, O Estado de S.Paulo

22 de janeiro de 2011 | 00h00

No entanto, preocupações a respeito da apuração da história apresentada em The Kennedys levaram o History Channel a não colocar a minissérie no ar. A decisão veio após uma tentativa de encaminhar a minissérie para uma linha mais em cima de fatos conhecidos. O canal levantou questões sobre os limites da licença dramática e os fatos documentados, assuntos delicados quando se aborda o legado dos Kennedy.

"Após ver o produto final, concluímos que a interpretação dramática não se encaixa na marca History", explicou o canal em nota. Emissoras a cabo mais ousadas como o FX e o Showtime (da série The Tudors) não quiseram abarcar o projeto, apesar de tecerem elogios à produção.

A posição do History Channel reflete uma série de críticas feitas ao projeto, mesmo antes de ele sair do papel. Um grupo de historiadores condenou a minissérie com base em um roteiro obtido pelo documentarista Robert Greenwald. Os historiadores disseram que o roteiro continha erros históricos e invenções. Entre os críticos estava Theodore Sorensen, que foi conselheiro de John F. Kennedy durante muitos anos. Sorensen morreu em outubro passado.

Quando estas denúncias vieram à tona, o History defendeu-se dizendo que o roteiro ainda estava incompleto e que o documento final seria revisado. Com a minissérie sob cuidadosa supervisão, os produtores contrataram dois historiadores para ajudar a restaurar a reputação da atração: Steve Gillion e Robert Dallek. O primeiro é autor do livro The Kennedy Assassination - 24 Hours After. O segundo foi finalista do prêmio Pulitzer e é autor da obra An Unfinished Life: John F. Kennedy, 1917-1963.

Durante seis meses, os dois revisaram o roteiro de The Kennedys e se mostraram preocupados com o que leram, de acordo com pessoas ligadas ao processo de revisão. Eles disseram que havia cenas problemáticas e não baseadas em fatos, incluindo cenas das atividades sexuais dos Kennedy. Algumas cenas foram modificadas como uma que mostrava Joseph P. Kennedy pedindo ajuda ao mafioso Sam Giancana para a campanha presidencial de John F. Kennedy, em 1960. Na gravação, adicionaram Frank Sinatra como o mediador do encontro de Joseph Kennedy com Giancana.

The Kennedys foi filmada em Toronto, no Canadá, entre junho e setembro de 2010, com um elenco que contou com Greg Kinnear, como John F. Kennedy, e Katie Holmes, como Jacqueline Kennedy. A atração ainda pode ser comprada por algum canal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.