Herchcovitch é aplaudido em Paris

- Mario Testino, Isabella Blow e outros entusiastas da moda brasileira acompanharam no sábado o segundo desfile de Alexandre Herchcovitch em Paris. O estilista brasileiro apresentou para um público de cerca de 200 pessoas a mesma coleção mostrada no São Paulo Fashion Week há poucas semanas - e foi bem aplaudido.Em clima mais íntimo do que no Brasil, o desfile utilizou um espaço da marca de carros Renault, no Champs Elysées, como cenário para a coleção. Herchcovitch apostou em um casting de tops brasileiras baseadas no exterior (Mariana Weickert, pela primeira vez, e Marina Dias), modelos brasileiras, como a house-model Geanine Marques, e nomes internacionais.A coleção de Herchcovitch, que foi elogiada por unanimidade no Brasil, causou boa impressão com os representantes da imprensa internacional. Além da animação de Isabella Blow (a stylist do Sunday Times, que vem ajudando a promover o estilista no mercado europeu desde seu primeiro desfile em Londres) e suas "palmas em cena aberta", os jornalistas internacionais mostraram grande interesse na moda do brasileiro.Herchcovitch continuou a explorar o pink para o outono 2002. O uso de lã em calças e paletós bordados - além de ótimos vestidos assimétricos - é o grande hit da coleção. Ele também volta a trabalhar com o latex, material utilizado em seus primeiros trabalhos, com muita criatividade. Seu macacão sem manga cinza está entre as peças mais marcantes da coleção.O estilista também trabalha com criatividade o vinil, em leggings apresentados com top de tricô sem manga, além de reeditar os paetês gigantes furta-cor que começaram a aparecer na ótima coleção de verão. Outros materiais são o jacquard, o couro sintético e o tafetá.Acima de tudo, Herchcovitch mostra-se cada vez mais preparado para sua carreira internacional. Ele acerta no tamanho e no tom da apresentação e consolida seu trabalho criativo sem comprometer seu estilo próprio - e, melhor, sem parecer ansioso para criar para um público internacionalizado, como outros brasileiros que tentam processos similares. A moda de Herchcovitch, sempre em evolução, conquista seu espaço na Europa e nos Estados Unidos pela originalidade indiscutível e principalmente, porque ele não precisou se adaptar para sua fase internacional: sua identidade própria já tinha se estabelecido e chamado atenção de fashion insiders antes de ele se estabelecer no calendário europeu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.