Denise Andrade/ Estadão
Denise Andrade/ Estadão

Heitor Martins pode ser o novo presidente do Masp

Renovação da diretoria e do conselho podem captar ajuda financeira para pagar a dívida do museu

Antonio Gonçalves Filho, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2014 | 02h10

O Conselho do Masp se reuniu na quinta-feira, 10, em busca de uma solução para sua crise e deve anunciar em breve a formação de sua nova diretoria, que deve substituir a equipe de Beatriz Pimenta Camargo, atual presidente da instituição. O ex-presidente da Bienal de São Paulo, Heitor Martins, é o nome mais cotado para assumir o comando do museu, considerado o principal acervo artístico da América Latina. "Tenho pessoal admiração pelo Masp, o mais visitado da cidade, e o maior desejo de contribuir de forma mais adequada neste momento, mas dentro de um programa que faça sentido", disse ontem Martins, que, junto a uma equipe formada pelo colecionador Miguel Chaia, trabalha há dois meses na análise da situação do museu.

A mudança da diretoria é uma meta da atual presidente desde que assumiu o cargo há um ano. A renovação da diretoria e do conselho, aliada à ajuda de bancos (Itaú e Bradesco), que podem captar ajuda financeira para pagar a dívida do museu, calculada em R$ 10 milhões, deve possibilitar à curadoria da instituição promover mostras internacionais para as quais faltam recursos.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, disse ao Estado que "não pode agir diretamente", pois o Masp não é um museu ligado ao MinC, mas que seu ministério está atento aos problemas do museu e tentando "abrir portas" para o saneamento de sua crise financeira. Sua dívida de R$ 10 milhões diz respeito a atrasos na conta de luz, ações judiciais e outras causas, que dificultam obter recursos das leis de incentivo à cultura. / Colaborou Flavia Guerra

Tudo o que sabemos sobre:
MaspHeitor Martins

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.