Leonardo Soares/AE
Leonardo Soares/AE

Hebe Camargo, eterna aprendiz

Autêntica, apresentadora escancara sorriso ao esquecer letras e encanta plateia no show com cantores amigos

Paulo Sampaio, O Estado de S.Paulo

29 de outubro de 2010 | 00h00

Hebe Camargo começa: "Viveeer, e não ter a vergonha de ser feliz/Cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz". Emocionada, aponta o microfone para a plateia. Os fãs cantam o resto.

Próxima música. A orquestra toca os primeiros acordes de Como Vai Você, evolui, Hebe entra bem, segue, disfarça, emenda um larari larará e se emociona outra vez. "Judiação, ela não sabe a música", lamenta a empresária Vera Pires, de 58 anos, na mesa de trás.

A gravação do DVD Hebe e Convidados reuniu anteontem no Credicard Hall 16 cantores, uma orquestra, três crooners e um teleprompter. Entre os convidados estavam Alcione, Ivan Lins, Maria Rita, Gilberto Gil, Fábio Jr., Chitãozinho, Xororó, Leonardo e Daniel.

Xuxa entrou por último, no escuro, para não ser importunada. Sentou-se na mesa da frente, com assessores, e saiu na metade. Deu tempo de Hebe descer na plateia, sentar no colo dela e perguntar: "Quando eu estava nervosa no camarim, o que foi que você disse?" E Xuxa: "Que se você não lembrasse de alguma coisa, se algo desse errado, sorrisse." Hebe olha para a plateia como quem diz: "Não é maravilhoso?" Xuxa levanta o dedo indicador e o mindinho, em um gesto heavy metal.

Muito aplaudida pela plateia lotada de fãs, Hebe veste um longo vermelho com detalhes coruscantes. Fecha os olhos, abre, sorri. Os astros convidados se alinham no palco e se beijam e abraçam em um momento We Are The World.

"É injustiça ter um coração só numa hora dessas. Olha a plêiade de artistas, quanta gente famosa!", diz Hebe.

Não pode. Os assessores de imprensa informaram antecipadamente que os fotógrafos só poderiam ficar até a segunda música. E que os repórteres iriam se sentar nos lugares que estiverem sobrando na plateia. Ninguém teria acesso ao camarim de Hebe nem dos artistas. Só seria possível entrevistar os vips da plateia.

"Hebeee! Olha pra mim!", grita uma fã na mesa do lado, enquanto abre e fecha os braços levantados, como se estivesse se afogando.

Claudio Pessuti, sobrinho e assessor de Hebe, está ocupadíssimo em dizer "não, não pode" para os jornalistas. Não sabe informar se as melhores amigas de Hebe vieram. Onde estão Beth Szafir, Shella Safra, Lucila Diniz? "Estão por aí, dá uma procurada", diz ele.

O show continua. Daniel faz cara de apaixonado para Hebe, ela retribui, alisa a bochecha dele, ele a dela, a orquestra tocando.

Olhos fechados, queixo inclinado para cima, Daniel afasta ligeiramente o microfone e canta: "Nem mesmo o céu, nem as estrelas, nem mesmo mar..." E Hebe: "... e o infinito..." E para a plateia: "Só vocês agora!!".

Momento difícil. Hebe conta que, quando se separou, passou um momento muito difícil. Silêncio. Mas levantou a cabeça. Palmas. E foi em frente. Gritos. Diz que a música Começar de Novo a ajudou muito a sair da situação. Ivan Lins, ao piano, a ajuda a sair da música.

Leonardo entra, Hebe incrementa um selinho girando o rosto em um beijo de novela. Leonardo diz que ela é linda. Hebe diz que lindo é ele.

Última música, É Preciso Saber Viver. Apesar de ser a gravação de um DVD, o show acaba sem que ninguém tenha pedido para parar ou repetir as músicas. "Eles pré gravaram para adiantar", explica o programador artístico do Credicard, Nilson Rodrigues.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.