Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

HBO dispensa verba da Ancine para controlar séries brasileiras

Assim como fez com O Negócio, série produzida pela Mixer para ir ao ar este ano, a HBO vem bancando a produção de outras séries brasileiras sobre as quais faz questão de ter controle absoluto. Para ser dono do produto, o canal não pode reivindicar verba pública por meio de leis de incentivo da Ancine - Agência Nacional de Cinema -, órgão que aprova verba pública para a maioria das produções nacionais na TV paga, até em razão da regulamentação que impõe aos canais pagos, hoje, 2h20 de cenas brasileiras na faixa nobre.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2013 | 02h15

Entre os títulos nos quais a HBO pretende investir sozinha, está mais uma temporada de Mandrake, via Conspiração, Chave 17, projeto da O2 Filmes e, ainda em negociação com a produtora Pródigo, uma 2.ª temporada de FDP, série cuja produção da 1.ª temporada sofreu longa interrupção por coincidir com várias mudanças na Ancine.

Solicitar verba da Ancine pressupõe que a produtora seja sócia majoritária da série, com 51% de sua propriedade e a chance de levar o título para outro canal um ano após sua estreia na emissora que apostou no título. A HBO não aceita prazo tão curto para altos investimentos. Para multiplicar o programa no prazo de cinco anos de vida útil que considera ideal e impedir que a produtora tenha controle sobre seu destino, a grife quer pagar a conta dos títulos de maior aposta ou chance de 2.ª temporada.

O sistema, no entanto, não vale para o cumprimento de cotas nacionais, o que obriga a HBO a abrir mão do controle em algum momento - no caso, em parcerias de menor porte, aí sim, aproveitando verba da Ancine. São os casos de Destino SP e Destino Rio, da O2.

Tudo o que sabemos sobre:
Cristina Padiglione

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.