Harry Potter vira livro com maior velocidade de vendas

O volume de vendas nos Estados Unidosdo sétimo e último livro da série Harry Potter atingiu, segundoestimativas, 8,3 milhões de exemplares nas primeiras 24 horasseguintes ao lançamento dele, tornando-se a obra com a maiorvelocidade de vendas da história. "Harry Potter e as Relíquias da Morte" superou de longe olançamento anterior da série, de 2005 e que vendeu, nos EUA,6,9 milhões de exemplares nas primeiras 24 horas, afirmou aScholastic, a editora da obra no importante mercadonorte-americano. No fim de semana, milhares de fãs do jovem feiticeiroformaram filas do lado de fora de livrarias de grandes cidadesdo mundo todo para conseguir o livro, que responde à perguntapresente nos lábios de todos os leitores -- Quem morre nofinal? Harry sobrevive? Na Índia, na segunda-feira, a polícia disse ter apreendidocentenas de cópias piratas de "Relíquias da Morte", após terrealizado batidas em uma gráfica, em um depósito e em uma casa. Na semana passada, surgiram versões da obra na Internet edois jornais norte-americanos publicaram críticas do livroantes do lançamento oficial dele. Mas esses fatos não foramsuficientes para diminuir o entusiasmo dos fãs em relação aesse capítulo final da luta entre o jovem feiticeiro e asforças do mal. Lisa Holton, presidente da Scholastic Trade and Book Fairs,comparou o frenesi criado por "Harry Potter" nos EUA com ahisteria vista durante a primeira visita dos Beatles ao país. As vendas do livro na Grã-Bretanha também registravamrecordes, superando a dos lançamentos anteriores da série. Os supermercados da rede Asda venderam 97 por cento de seus500 mil exemplares nas 36 horas seguintes ao lançamento. A livraria online Amazon.com recebeu 2,2 milhões depré-encomendas da obra, 47 por cento a mais do que o númerorelativo ao sexto livro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.