Harry Potter é recebido com festas pelo mundo todo

Como de praxe, a autora J.K. Rowling lê trechos do livro para 500 leitores escolhidos por concurso

Agências Internacionais,

20 de julho de 2007 | 21h23

A versão inglesa do sétimo livro da saga de Harry Potter começa a ser vendida em língua inglesa. "O livro está à venda", anunciou um homem vestido de feiticeiro de barba branca diante da livraria Waterstone em Picadilly, no centro de Londres, onde uma grande festa reúne cerca de cinco mil pessoas para a chegada do último livro da série.  Veja também Yes! O primeiro 'Harry Potter' é nosso! 'Harry Potter' que vaza na web é falso, diz expert Harry Potter, grande fenômeno do século Leia crítica do livro no NYT Galeria de fotos  O ritual de ver feiticeiros, bruxas, elfos, caras pintadas andando pelas ruas como se fosse uma noite de Halloween, com o comércio aberto não apenas no Reino Unido, mas também na Austrália, Estados Unidos, é parte natural do lançamento de um livro da série Harry Potter. O lançamento oficial, também como de praxe, consiste em uma leitura de trechos da obra feita pela autora, J.K. Rowling, par 500 crianças escolhidas por meio de um concurso e reunidas no Museu de História Natural de Londres. Festa mundial "Esta é a festa máxima de Harry Potter na Europa, por isso a espera vale a pena", diz Laura Halinen, de 23 anos, de Kuusankoski, Finlândia.Chellie Carr, de 17 anos, fã de Potter desde os 9, disse que pediu muito á sua mãe para que a levasse de sua cidade natal, Okemos, Michigan, até Londres.Harry Potter e as Relíquias da Morte é o sétimo e último livro da saga que começou há dez anos com Harry Potter e a Pedra Filosofal. Conta a história de um menino órfão que em seu aniversário de 11 anos fica sabendo que é um feiticeiro. Desde então, os livros de Rowling venderam 325 milhões de exemplares em 64 idiomas. Na Internet O livro vazou na Internet antes da hora marcada pela autora, o The New York Times publicou uma resenha do livro burlando o veto imposto por J.K. Rowling. Nada disso, ou tudo isso, contribui ainda mais para aumentar o clima de expectativa em relação ao último livro da série. Harry Potter vai morrer? Quais serão os dois personagens importantes da obra que a autora disse que morreriam? Será mesmo o fim, ou Rowling poderá voltar atrás e dar continuidade à saga?Quanto à pirataria da obra, Rowling disse que ficou surpresa. "Gostaria de pedir a todos os que se dizem fãs de Potter que ajudem a preservar o segredo da trama para aqueles que desejam ler o livro ao mesmo tempo, no dia da publicação", escreveu em seu site na web. No mundo A edição do livro em inglês faz crescer a Pottermania não só de Londres a Los Angeles, como se expande pelo mundo. Causou até protestos dos judeus ortodoxos em Israel, pelo horário de venda interferir nas regras do shabat. Na Índia as lojas abriram especialmente, em Bangkok, o embaixador britânico David Fall participaria do lançamento tailandês no Emporium Shopping Complex, que recriou a estação de trem da obra. Em Phnom Penh, no Camboja, 224 exemplares do livro foram vendidos em poucas horas. Recorde nos EUA O último livro da saga de Harry Potter já registrou recordes no mercado editorial dos Estados Unidos, ao ficar na primeira posição dos títulos mais vendidos de 2007, horas antes do último lançamento ser feito nesta sexta-feira, 20. A tiragem inicial é de 12 milhões de exemplares.Antes mesmo da meia-noite, horário estipulado pela autora para o início das vendas do livro que selará o destino do jovem mago, 'Harry Potter e as Relíquias da Morte' já era o livro mais vendido para uma das maiores livrarias do país, a Barnes and Noble.As encomendas para o último número da série, que começaram a ser feitas no início do ano, colocaram o livro na primeira posição dos títulos mais vendidos em 2007 na principal rede de livrarias do país, que conta com mais de 1,4 milhão de exemplares vendidos. Os mais de 2 mil estabelecimentos da Barnes and Noble e da segunda maior livraria, a Borders, espalhados por todos os estados americanos e as 2.900 lojas de departamento do Wal-Mart montam esquema especial para distribuir o novo e último livro de Harry Potter. Nova York No entanto, o centro da comemoração é Nova York, onde estas empresas e a Scholastic, editora americana do livro, preparam grandes eventos para dar as boas-vindas à última história do jovem Mago.A cidade dos arranha-céus se deixa seduzir pelo mundo mágico criado por J. K. Rowling. A Scholastic, que imprimiu cerca de 12 milhões de exemplares de 'Harry Potter e as Relíquias da Morte', prepara uma grande festa no bairro nova-iorquino de Soho.A loja da Barnes and Noble na Union Square promove leitura de trechos pelo ator que dá voz a Harry Potter nas edições de áudio do livro, Jim Dale, além de uma festa a fantasia. 

Tudo o que sabemos sobre:
Harry PotterRelíquias da Morte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.