Lucas Jackson/Reuters
Lucas Jackson/Reuters

Hacker que roubou fotos de Scarlett Johansson pega 10 anos de prisão

James Otero invadiu e-mails de várias celebridades entre 2010 e 2011

Efe

18 de dezembro de 2012 | 16h12

WASHINGTON - O homem que invadiu o e-mail de Scarlett Johansson e publicou fotos da atriz nua foi condenado nesta segunda-feira, 17, em Los Angeles (EUA), informou o diário Los Angeles Times.

O juiz de distrito James Otero sentenciou a dez anos de prisão Christopher Chaney, de 35 anos e que se declarara culpado das acusações feitas contra si.

Desempregado e residente em Jacksonville, na Flórida, Chaney invadiu os e-mails de Scarlett, da cantora Christina Aguilera e da atriz Mila Kunis, entre outras celebridades.

Chaney, que a princípio se declarara inocente, foi detido em outubro de 2011, após uma investigação do FBI que durou um ano e ficou conhecida como "Operação Hackerazzi".

Segundo a investigação, Chaney entrou nas contas de e-mail de pessoas famosas entre novembro de 2010 e outubro de 2011, tempo em que transitou livremente por suas mensagens, contatos e fotos íntimas, entre elas as de Scarlett.

A atriz explicou depois que essas fotografias caseiras tinham como único destinatário o seu então marido, o ator Ryan Reynolds.

Tudo o que sabemos sobre:
Scarlett Johansson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.