Hacker que roubou fotos de Scarlet se declarar culpado

Um homem de 35 anos morador da Flórida declarou-se culpado, nesta segunda-feira, por ter invadido contas de email das atrizes Scarlett Johansson, Mila Kunis e Christina Aguilera, e ficará preso durante o andamento do processo.

REUTERS

26 de março de 2012 | 17h29

Christopher Chaney pode pegar até 60 anos de prisão quando for anunciada sua sentença, em junho, pelos crimes de acesso digital não-autorizado, escuta clandestina e outros crimes.

Chaney admitiu ter hackeado os emails de mais de 50 celebridades. Ele foi preso em outubro de 2011, após uma investigação de 11 meses do FBI chamada "Hackerazzi".

A atividade de Chaney resultou na divulgação de fotos de Johansson nua e de uma imagem de Kunis numa banheira de espuma.

O acusado admitiu ter passado por email várias fotos e outras informações pessoais das celebridades a outro hacker e a dois sites de entretenimento.

"As confissões de hoje lançam luz sobre o submundo sombrio do atividade dos hackers", disse o promotor Andre Birotte Jr., encarregado do caso.

"Esse caso demonstra que todos, até figuras públicas, devem se precaver para blindar suas informações pessoais de hackers que habitam esse submundo sombrio."

(Reportagem de Jill Serjeant)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEHACKERESTRELAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.