Divulgação
Divulgação

'Há Um Crocodilo Dentro de Mim' cativa como teatro da palavra

Duas Alices criam fábulas na peça baseada em textos portugueses, espanhóis e inspirada em Lewis Carrol

Da Redação,

30 de abril de 2009 | 21h45

Um teatro em que a palavra tem uma força especial tem uma chance a mais de cativar a plateia. Shakespeare comprova, reinventado em milhares de montagens pelo mundo afora durante mais de cinco séculos.

 

É mais ou menos por aí, somando a dramaturgia contemporânea com a literatura que o grupo Lasnoias e cia. monta suas peças. Aproveitando o ritmo de Virada Cultural que desperta a curiosidade por novas experiências, uma dica é a montagem Há um Crocodilo Dentro de Mim em cartaz no Espaço Beta do Sesc Anchieta, baseada em textos do português Abel Neves, dos espanhóis Angélica Lidell e Rodrigo García e inspirada em nomes mais conhecidos da literatura como Julio Cortázar, Boris Vian e Lewis Carrol.

 

Por meio da criação coletiva das atrizes Amanda Lyra, Maria Tuca Fanchin e da diretora Silvana Garcia (A Casa de Bernarda Alba, de Federico García Lorca, direção de William Pereira, entre outros trabalhos),  o público se depara com duas Alices que criam fábulas sobre a vida e a morte, num espetáculo cuja arquitetura é puro texto. Um teatro próprio para os amantes da palavra.

 

Há Um Crocodilo Dentro de Mim - Sesc Anchieta - Espaço Beta - 3.º andar. Rua Dr. Vila Nova, 245 - Consolação, região central de São Paulo. Fone: (11) 3234-3000. R$ 20, R$ 10 (meia) e R$ 5 (trabalhador do comércio). Até 8 de maio, sempre às quintas e sextas às 21h. Não haverá espetáculo em 1.º de maio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.