Gyselle e Rafinha disputam R$ 1 milhão na final do BBB-8

Após quase 3 meses, programa chega ao fim nesta terça; 64% dos internautas acham que Rafinha vai ganhar

Marina Ramos, do estadao.com.br,

25 de março de 2008 | 12h10

Após quase três meses de confinamento, o programa Big Brother Brasil 8 chega ao fim nesta terça-feira, 25, e o prêmio de R$ 1 milhão será disputado entre os participantes Rafinha e Gyselle. Para os leitores do estadao.com.br, Rafinha deve ganhar o programa. Ele recebeu 64% dos votos, contra 36% dos internautas que acham que Gyselle vai vencer.   Desde o começo do reality show, a estudante de Teresina, no Piaui, Gyselle, se mostrou muito reservada e costumava ficar longe das rodinhas que se formaram na casa. Mas a timidez era imediatamente deixada de lado quando era dia de festa. A cajuína chamou atenção por sua sensualidade na pista de dança.   Gyselle, de 24 anos, já morou em Paris, onde participou do reality show francês Ile de la Tentacion, produzido pelo SBT no Brasil como Ilha da Sedução.   A amizade entre Gyselle e o polêmico e enigmático psiquiatra Marcelo, eliminado no nono paredão, foi algo que também deu pano para a manga e quase confundiu a cabeça dos telespectadores. O participante, que assumiu ser homossexual na primeira semana de confinamento, não conseguiu esconder o interesse que sentiu por Gyselle. Por conta de suas brigas com os outros moradores da casa, a piauiense decidiu se afastar do médico, pois disse que em certos momentos "os princípios dela não batiam com os dele".   Por coincidência ou destino, Rafinha e Gyselle foram os últimos participantes a entrar pela porta da casa, e desde o início mantiveram uma forte amizade. Na primeira prova do Anjo, Gyselle premiou Rafinha com o colar da imunidade e, de quebra, um carro zero.   O músico de Campinas foi o último participante a entrar na atração. Às vésperas de começar, o site oficial do programa anunciou a substituição do goiano Gustavo, de 23 anos, professor de Educação Física, que foi diagnosticado com rubéola, uma doença contagiosa. Entrou no seu lugar o paulista de Araraquara Gregor, 34 anos, administrador de empresas, que desistiu alegando motivos pessoais. Foi assim que entrou no jogo o Rafinha, de 26 anos, músico e entregador de verduras em Campinas.   O "sortudo tatuado" faturou vários prêmios durante o programa, entre eles dois carros, uma moto, computadores e passeios pela cidade do Rio. Sempre 'moleque', Rafinha não escondeu a tentação que passava com as meninas da casa, "todas lindas", segundo ele. Contudo, o coração de Rafinha é de sua namorada, que a essas alturas já se transformou na famosa Lu. O entregador de verduras chegou até a "tatuar" com protetor solar o nome da amada no peito.   A grande final do Big Brother Brasil 8 acontece nesta terça, depois da exibição da novela Duas Caras, na Globo.   Texto alterado às 22h15 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
BBB8reality show

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.