Guitarrista conta como foi dispensado do 'U2' aos 13 anos

Adolescente foi convidado para entrar na banda do baterista Larry Mullen mas ficou só dois meses; caso agora é tema de comédia.

BBC Brasil, BBC

06 Abril 2011 | 04h54

Ivan McCormick frequentou a escola com integrantes do U2 em Dublin

Um músico irlandês que vive hoje na Inglaterra descreveu à BBC como foi dispensado, aos 13 anos, de um grupo que mais tarde se tornaria uma das bandas de rock mais famosas do mundo, o U2.

Em 1976, em Dublin, na Irlanda, o adolescente Ivan McCormick foi convidado para integrar a banda de um colega de escola, o baterista Larry Mullen, com 14 anos.

Hoje com 48 anos, McCormick disse que só recebeu o convite porque sua guitarra era melhor que a do atual guitarrista do grupo, Dave Evans, também conhecido como The Edge.

Ele contou que os outros membros da banda eram "garotos descolados", e que sabia, no íntimo, que não se encaixava.

A história de Ivan McCormick inspirou a comédia Killing Bono, que acaba de chagar às telas de cinema britânicos.

'Muito Jovem'

Ivan McCormick (esquerda) na década de 80 é interpretado por Robert Sheehan

Após dois meses na banda, na época chamada Feedback, McCormick recebeu um telefonema do baixista Adam Clayton.

"Ele dizia que a banda ia fazer um show em um pub, mas que eu não poderia tocar porque era muito jovem e por isso teria de deixar a banda".

"Fiquei chateado e chorei muito", disse McCormick. "Depois, me dei conta de que os outros integrantes do grupo também eram muito novos para tocar em um pub".

"Na verdade, tinham encontrado uma desculpa para me dispensar de maneira mais gentil", ele concluiu.

Mais tarde, o músico formou sua própria banda, Shook Up!, com seu irmão Neil. Eles se mudaram para Londres e assinaram um contrato com uma gravadora, mas o projeto não vingou.

Hoje, o músico compõe para a TV e toca guitarra em uma banda de bailes. Por uma ironia do destino, o repertório da banda inclui canções do U2.

Os ex-colegas são hoje astros do rock mundial, mas McCormick disse não guardar ressentimento.

"Não acho que eu teria me encaixado. Não teria sido U2 se eu tivesse ficado na banda", ele explicou.

E disse que continua amigo dos integrantes da banda e dos seus familiares.

"Me sinto privilegiado por ter estado lá no começo", ele disse.

A comédia semi-fictícia Killing Bono é baseada na autobiogradia de Neil McCormick, irmão de Ivan, intitulada I was Bono's Doppelganger (Eu Era Dublê de Bono). BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.