Gugu tenta reverter crise de audiência

Crise no Domingo Legal, do SBT. Diretor dos programas de Gugu Liberato há mais de 10 anos, Roberto Manzoni pediu demissão, terça-feira. Aproveitou uma reunião de Silvio Santos com todos os diretores da emissora para anunciar a decisão. Assustado com o pedido, Gugu jogou panos quentes nos ânimos da equipe, que há meses amarga derrotas sucessivas para o Domingão do Faustão, e pediu que o diretor reconsiderasse o pedido. Manzoni acabou voltanto atrás e permanecerá na direção-geral, mas promete fazer mudanças drásticas no Domingo Legal.O anúncio de Manzoni é só o capítulo mais recente das várias tentativas feitas pelo Domingo Legal para reverter o ibope na Grande São Paulo, onde o programa vencia Faustão com relativa freqüência. Nesse período, novos quadros foram criados, todos na linha de "assistencialismo sensacionalista", e um novo diretor foi contratado, Maurício Nunes, egresso da RedeTV!, para ajudar Manzoni a alavancar a audiência. Em vão.Terceirização - Enquanto se antena nas alternativas para melhorar sua audiência, Gugu se esmera como empresário e produtor independente. Já ofereceu seus préstimos à Record para produzir novelas sob encomenda do canal de Edir Macedo, e agora, segundo informações que circulam pelos bastidores televisivos, estaria se preparando para propor a Silvio Santos a terceirização de uma parte da programação do SBT - parte esta que ele se encarregaria de fornecer, é claro, por meio de sua produtora, um complexo de estúdios bem equipado construído em Alphaville. Nesse pacote, estaria incluída a tão esperada produção de jornalismo ao SBT. E, para tanto, Gugu tem um alvo preciso em mente: José Luís Datena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.