Gugu parte para o contra-ataque

O apresentador Augusto Liberato partiu para o contra-ataque. O criminalista Adriano Salles Vanni, que defende o apresentador, contratou um escritório especialista em ações cíveis para examinar reportagens exibidas por programas de televisão e verificar eventuais excessos cometidos contra a imagem de Gugu. A idéia é processar os responsáveis. Estão na mira os programas dos apresentadores Marcelo Rezende, da Rede TV, e José Luis Datena, da Bandeirantes."Muita gente ganhou audiência em cima do Gugu, que é uma pessoa correta", afirmou Vanni. O advogado foi o responsável por evitar o indiciamento de Gugu no inquérito que apurava a entrevista com dois falsos integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), exibida no dia 7, pelo Domingo Legal. Vanni conseguiu uma liminar em um habeas-corpus. O Estado procurou a Bandeirantes, mas a emissora informou que só se manifestará após a abertura de eventual processo. A Rede TV não se pronunciou. O inquérito policial que apurou a farsa do Domingo Legal foi encerrado ontem com o depoimento de Gugu.O apresentador repetiu o que já havia dito em entrevista no programa de Hebe Camargo, na semana passada. Afirmou que não sabia da fraude, que ele e sua produção foram enganados, pois acreditavam que os entrevistados eram integrantes do PCC e não atores. Também disse não ter visto a entrevista antes de sua exibição. Gugu foi informado por policiais que foram detectadas ameaças de morte feitas pela liderança do PCC aos envolvidos na farsa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.