Guerra gera polêmica no debate entre Gabeira e Hitchens

O debate entre o deputado Fernando Gabeira (PV/RJ) e o britânico Christopher Hitchens, que participaram da mesa Profissão Repórter: Na linha de frente, derrubou a diplomacia que normalmente marca o encontro de autores da Festa Literária Internacional de Paraty e, nessa 4.ª edição, contrariaram o público, na tarde de sábado. Hitchens tomou a dianteira ao dizer que uma das perguntas apresentadas a ele era ingênua, outra chata e mal formulada. Disse ainda que invejava o conforto moral de pessoas que acompanhavam a política externa americana, sem procurar reconhecer o que era importante nela.Acertadamente, ele reclamou também do excesso de palmas da platéia, que revelava um deslumbramento desnecessário. ?Não seria tão divertido vir a Paraty se não houvesse aqui várias pessoas dispostas a aplaudir qualquer coisa. Mas confesso que o grau de promiscuidade me espantou um pouco?, comentou, depois de descrever como ?uivos e grunhidos? as vaias que recebera ao reclamar que ninguém falava na destruição da infra-estrutura de Israel na guerra com o Líbano.Hitchens defendeu ainda a guerra no Iraque e afirmou que tinha provas de que Saddam Hussein tinha tentado, em 1999, adquirir do governo de Niger compostos para fazer armamentos nucleares. Não bastasse tudo isso, o britânico ainda reclamou que o mediador, o jornalista Merval Pereira, não formulou ou encaminhou perguntas sobre a arte da reportagem.Já Fernando Gabeira reclamou que nenhum dos candidatos à presidência da República comentou sobre o conflito entre israelenses e libaneses. ?Parece que não ninguém percebe o quanto isso também afeta nossas vidas?, disse ele que, ao final da palestra, quebrou uma escrita da Flip: ao perceber a enorme fila à espera de autógrafos, o deputado cercou-se de seguranças e, alegando pressa, foi embora, frustrando seus leitores/eleitores.

Agencia Estado,

12 de agosto de 2006 | 19h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.