Guerlain abandona império de perfumes

Outro grande nome do mundo da moda anunciou hoje, oficialmente, sua despedida das passarelas. Jean-Paul Guerlain alia-se assim ao estilista Ives Sain Laurent.Jean-Paul decidiu abandonar a prestigiosa Maison Guerlain, sua casa homônima de perfumes e sucursal do império LVMH, que a partir de agora será dirigido por Renato Semerari, de origem italiana, que terá o cargo de gerente-geral.Guerlain, de 65 anos, "decidiu fazer valer seu direito à aposentadoria a partir do dia 9 de janeiro de 2002", segundo um comunicado distribuído à imprensa pelo grupo empresarial LVMH.Semerari, que substituirá também o gerente Thibault Ponroy, dirigiu a multinacional norte-americana Procter and Gamble de 1986 a 1999 e nos últimos dois anos foi diretor de marketing internacional da linha de perfumes Christian Dior.Segundo informações do LVMH, a saída de Guerlain e a entrada de Semerari não estão relacionadas. Guerlain se dedicava à criação de fragrâncias para a criação de perfumes, e ainda não ficou decidido quem o substituirá.Guerlain representava a quarta geração de sua família no comando da casa. A Maison Guerlain foi fundada em 1828 por Pierre François Pascal Guerlain, que abriu uma loja na Rue de Rivoli. Em 1959, Jean-Paul assumiu a empresa sucedendo seu avô Jacques Guerlain. Durante seus 42 anos de reinado, Jean-Paul lançou perfumes de grande êxito como Vetiver, Habit Rouge, Chamade, Aqua e Aroma Allegoria.Segundo o comunicado distribuído à imprensa, Guerlain "aceitou ser conselheiro do presidente da sociedade em matéria de tendências olfativas e desenvolver trabalhos que se referem à qualidade das matérias primas?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.