Grupo Valentino nomeia Facchinetti como diretora de criação

O grupo de moda Valentino anunciou naquarta-feira que a ex-estilista da Gucci Alessandra Facchinettivai tomar o lugar de Valentino Garavani na direção criativa dascoleções femininas, após Valentino se afastar da maison dealta-costura que fundou. Valentino Garavani, um dos reis da moda, cujo nome setornou sinônimo de elegância graças a seus vestidos de grandeestilo, anunciou na terça-feira que vai deixar o ValentinoFashion Group em janeiro, depois de 45 anos vestindo estrelasde Hollywood e integrantes da realeza européia. Fontes do setor disseram que a nova proprietária do grupo,a firma de ativos privados Permira, estava procurando umapessoa mais jovem e de viés mais comercial para liderar aexpansão da Valentino em novos mercados e novas linhas deprodutos. Facchinetti, nome que tinha sido aventado por jornaisitalianos e fontes do mundo da moda como possibilidade paratomar o lugar de Valentino, vai apresentar sua primeira coleçãopara o grupo em março. "Valentino sempre foi para mim uma referência, um ícone deelegância e estilo", disse Facchinetti em comunicado àimprensa. "Sinto infinita admiração e respeito por ele." O Valentino Fashion Group disse que Maria Grazia Chiuri ePier Paolo Piccioli, que já trabalham com Valentino no setor deacessórios, serão os diretores criativos desse setor. A empresadisse que vai fortalecer a equipe de estilistas de modamasculina, mas não deu maiores detalhes. Os vestidos de noite vermelhos e o estilo conservador quesão a marca registrada de Valentino fazem com que ele continuea ser um dos estilistas mais procurados para eventos de tapetevermelho, nos quais já vestiu celebridades como JacquelineKennedy Onassis, Audrey Hepburn, Elizabeth Taylor, CateBlanchett e Julia Roberts. Em julho, Valentino promoveu três dias de festas paracomemorar seus 45 anos como estilista, e a expectativa era quefosse anunciar sua aposentadoria nesse momento. Giorgio Armani, um dos principais representantes da mesmageração de estilistas, disse que qualquer sucessor de Valentinoterá que carregar "a responsabilidade de levar adiante essagrande tradição e, ao mesmo tempo, expressar sua própriaindividualidade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.