Grupo vai reabrir teatro dos anos 50

O teatro Frederico Ozanam, em São José dos Campos, será recuperado pela Companhia Cultural Bola de Meia, formada por artistas locais. Fechado há quase 20 anos, praticamente abandonado, esse teatro é um marco na história da cidade. Na década de 50, esse espaço recebeu grandes festivais de teatro amador e peças com atores consagrados como Cacilda Becker, Sérgio Cardoso e Nídia Lícia, entre outros. O prédio apresenta problemas estruturais em suas paredes laterais e pertence à Sociedade de Assistência e Cultura Sagrado Coração de Jesus, que mantém uma creche para crianças carentes. "Queremos reativar esse espaço que é uma referência para os artistas locais", comenta o integrante do grupo e músico Beto Quadros.A década de 50 foi um dos momentos áureos na cultura de São José dos Campos. O município chegou uma vida teatral muito ativa, com mais de 20 grupos teatrais. Neste período, peças escritas e encenadas na cidade ganharam prêmios nacionais e projeção nos grandes centros. O teatro Frederico Ozanam era o grande catalisador deste processo, pois concentrava a maioria das exibições e ensaios. O lugar sofreu poucas alterações ao longo dos anos e conserva ainda suas 350 poltronas originais.O Bola de Meia tem procurado integrantes do movimento teatral da época para resgatar histórias, fotografias, cartazes e outros materiais produzidos no período. A intenção é recuperar os aspectos originais do teatro e sua memória. Segundo Quadros, seu grupo tem trabalhado no recolhimento de informações e na manutenção dos equipamentos que ainda restam no local. O porão, que servia de camarim está aterrado e deverá ser desobstruído, assim como a entrada principal, que foi fechada com uma parede de tijolos. "O tabuado do palco também precisa ser trocado", afirma.A esperança dos membros da companhia artística é que alguma empresa se sensibilize com a situação do teatro e se disponha a ajudar nas reformas. O valor a ser investido nas obras está sendo calculado por algumas construtoras que foram contatadas pelo Bola de Meia. O objetivo é reinaugurar o teatro no próximo ano. Além do resgate histórico, o grupo pretende dar uma finalidade também social e educativa ao espaço. Um grupo de teatro infantil está sendo formado com as crianças da creche Nossa Senhora Aparecida, que fica situada ao lado do prédio. "Nossa intenção é abrir o Ozanam para todos os artistas da cidade que precisam de um espaço", revela Quadros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.