Grupo vai mudar imagem dos EUA

A pedido da Casa Branca será criado um Grupo Especial de Arte e Entretenimento, integrado por importantes produtores de cinema e televisão, estrelas famosas e representantes do governo a fim de "melhorar a imagem dos Estados Unidos em todo o mundo", informou hoje a revista Varitey. A contribuição da indústria de entretenimento seria "ajudar a difundir a mensagem de luta contra o terrorismo e mobilizar seus recursos, como a transmissão via satélite e redes à cabo para um melhor entendimento universal", segundo a fonte. O diretor de Variety, Peter Bart. Assegurou que ontem seria realizado em Beverly Hills a primeira rodada de conversações a portas fechadas entre representantes do governo de George W. Bush e influentes personalidades de Hollywood. Antes do encontro, as empresas produtoras de filmes com "temática problemática" já haviam suspendido suas estréias voluntariamente. Assim, o governo dos Estados Unidos quer contar com o apoio da indústria do entretenimento em sua luta contra o terrorismo internacional, assim como fez em tempos de guerra contra a Alemanha nazista. A partir de 1941 e durante vários anos, Hollywood apoiou a propaganda bélica dos Estados Unidos produzindo uma série de filmes de baixo valor artístico, mas que estabeleciam claros estereótipos do inimigo.

Agencia Estado,

18 de outubro de 2001 | 19h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.