Grupo Danças apresenta repertório no CCSP

Na seqüência do projeto Semanas de Dança, do Centro Cultural São Paulo (CCSP), Cláudia de Souza e a sua companhia, Danças, apresentam três coreografias na sala Jardel Filho, até domingo. Redes, Sons e Pares comprovam as mudanças técnicas do grupo.Para o jovem Danças, fundado em 1996, essa é uma boaoportunidade de anunciar o seu repertório. A companhiadesenvolve uma linha de pesquisa que parte de elementos da dançamoderna, principalmente da técnica desenvolvida por Marta Graham, com a capoeira.Cláudia, em parceria com os seus bailarinos, desenvolvevocabulário próprio, não segue trilha sonora e somente algunstrechos das coreografias são elaborados previamente. "O pontoforte dessa relação entre dança moderna e capoeira está nadesenvoltura dos movimentos criados: a capoeira amplia aspossibilidades corporais e, ainda, há improvisação que vem dopróprio jogo", diz a diretora do Danças.De acordo com Cláudia, após cinco anos de pesquisa, umdos resultados observados está na desenvoltura dos bailarinos eno desenvolvimento de algo peculiar à capoeira, o estado deatenção permanente. "Esse é um jogo de risco, os bailarinosprecisam estar atentos, além de serem prudentes. Certa vez, emum ensaio, levei um chute no rosto."Atrações - A coreografia Rede abre a programação. Inspirada nas tramas tecidas pelas aranhas, Cláudia criou uma teia de movimentos. "Esse trabalho foi feito em 2000. Demonstramos como um gesto feito por um intérprete pode ser modificado ao entrar em contato com outro." Da estréia para cá, a peça sofreu uma série de modificações, e o que será apresentadono Centro Cultural, nesta quinta e sexta, será uma releitura dacoreografia original.Sexta-feira, Sons toma o palco. A criação maisrecente do Danças, de 2001, conta com a presença de músicos quetocam e improvisam ao vivo durante o espetáculo. O diálogo entreas duas expressões artísticas é marcado pelo acaso, que produz acada encontro uma apresentação única.Pares encerra a programação. A primeira coreografiacriada por Cláudia foi inspirada nas danças popularesbrasileiras, mais especificamente no comportamento dos casais. Apesquisa começou após um período de workshops e residência naOficina Cultural Mário de Andrade, em 1999. Lá, Cláudia, ao ladode Roberto Lages, que deu dramaticidade à dança, criou umespetáculo que enfatiza o contato entre os intérpretes.Semanas de Dança. De quarta a sábado, às 21horas; domingo, às 20 horas. R$ 8,00. Centro Cultural SãoPaulo/Sala Jardel Filho. Rua Vergueiro, 1.000, tel. 3277-3611.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.