Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Groisman inicia documentário sobre shows históricos do Equipe

 Responsável pela organização de uma série de shows que fez história no Colégio Equipe nos idos da ditadura, Serginho Groisman começa a trabalhar na pesquisa de um documentário capaz de registrar a memória daqueles dias. A ideia é ouvir músicos que se apresentaram por lá, alunos e frequentadores do colégio daqueles tempos, muitos dos quais, bastante conhecidos hoje. A direção caberá a Marcelo Machado e o projeto já está em fase de captação de recursos. Esta semana, Groisman esteve na Martiniano de Carvalho, na Bela Vista, endereço que abrigou a instituição entre 1975 e 1980. “Tem muita coisa preservada”, conta ele à coluna.

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

19 Março 2015 | 07h03

O Equipe foi palco para nomes como Gilberto Gil - que lá apresentou pela primeira vez sua versão de No Woman, No Cry - Caetano Veloso, Novos Baianos, Hermeto Pascoal, Cartola e outros tantos. Na plateia, alunos como Cao Hamburger e boa parte da turma que depois viria a formar a banda Titãs. Os shows também atraíam frequentadores de fora, como o hoje cineasta Fernando Meirelles, que viria a se casar com uma aluna de lá. 

Mas Groisman, que pessoalmente carregava os músicos em seu fusquinha até a escola, nunca fez qualquer imagem daqueles dias. “A gente não tinha noção do que aquilo se tornaria”, diz. Para encontrar imagens em fotos ou vídeos da época, a produção do documentário abrirá uma página específica no Facebook - além da que já existe, “Colégio Equipe Anos 80”. Músicos, alunos e frequentadores da época serão ouvidos, endossando que aquela geração produziu profissionais hoje reconhecidos em várias áreas.


Marcelo Duarte se despediu da ESPN Brasil após quase 13 anos de casa. Com o fim do programa Loucos por Futebol e do seu contrato, o canal até lhe propôs um compromisso de acordos por obra certa para futuros trabalhos. Mas ele achou mais conveniente sair.


“Saio apenas porque não me vejo mais podendo colaborar com a nova linha editorial do canal. Vou em busca de novos projetos”, escreveu Marcelo Duarte no Facebook.


Babilônia estreou com 1 ponto a mais que Império na Grande São Paulo (33 x 32 pontos) e não 1 a menos, como informou a coluna. A melhora era esperada, visto que Império herdou o horário com a baixa audiência deixada por Em Família, mas entregou a faixa em melhores condições para Babilônia.


Em seu 2º capítulo, Babilônia fez 30 pontos na Grande São Paulo - cada ponto vale 65 mil domicílios.


Por falar em Babilônia, o doutor em telenovelas Mauro Alencar ministra palestra sobre a obra de Gilberto Braga na Globo São Paulo, amanhã, só para funcionários, a convite do diretor Alexandre Ishikawa.


Segunda tela. Um intenso trabalho de promoção do GNT nas redes sociais embalará a estreia do The Taste Brasil, hoje, a partir das 22h30, incentivando a torcida por candidatos que terão de conquistar os chefs André Mifano, Claude Troisgros e Felipe Bronze com uma colherada.

Mais conteúdo sobre:
Cristina Padiglionetelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.