Leonhard Foeger/ Reuters
Leonhard Foeger/ Reuters

Grife italiana Versace adia desfile nos EUA devido a surto de coronavírus

Decisão é uma reação às 'medidas de restrição relacionadas à mobilidade internacional'

Claudia Cristoferi, Reuters

05 de março de 2020 | 14h03

A grife italiana Versace informou nesta quinta-feira, 5, que decidiu adiar um desfile marcado para meados de maio nos Estados Unidos por causa do surto de coronavírus.

A decisão é uma reação às “medidas de restrição relacionadas à mobilidade internacional”, informou um comunicado da casa de moda sediada em Milão, que é propriedade da norte-americana Capri.

A coleção Cruzeiro - um desfile que é realizado fora do calendário normal das semanas de moda, mas é uma fonte de vendas importante - deveria acontecer em 16 de maio. O local não foi revelado.

O comunicado acrescentou que a “Versace está ciente da necessidade de se priorizar a saúde e a segurança de seus convidados e funcionários”, e que maiores detalhes serão providenciados o mais cedo possível.

No mês passado, a italiana Prada cancelou um desfile no Japão agendado para maio por causa da epidemia de coronavírus.

O estilista italiano Giorgio Armani decidiu realizar um desfile a portas fechadas durante a Semana de Moda de Milão no dia 23 de fevereiro, dias depois de o primeiro caso oficial de coronavírus ser anunciado em regiões do norte da Itália.


 

Tudo o que sabemos sobre:
modaVersacecoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.