Grife de moda infantil abre o Fashion Rio

Começou a ferveção no Museu de Arte Moderna do Rio (MAM). O Fashion Rio reúne 26 grifes nacionais, dois mil compradores (daqui e do exterior) e espera receber cerca de 50 mil pessoas até sábado. São quatro espaços de desfiles (salões Corcovado, Copacabana e Ipanema e o Galpão das Artes) e a disputa por convites é acirrada. Enquanto na passarela pontificam tops internacionais como Naomi Campbell (estrela de hoje, com roupas da TNG), Gisele Bündchen (que é atração de sexta, pela Colcci, da qual fará campanha internacional este ano), Isabeli Fontana (capa recente da revista Time) e Carol Trenti (a new face brasileira nas passarelas internacionais), briga-se para estar nas primeiras filas, porque é sinal de prestígio.O primeiro desfile do dia foi o da grife infantil Lilica Ripilica, que levou meninas com trejeitos e roupas adultas para a passarela, misturando cores quentes, jeans e muito cachecol e gorros. Mais tarde, sobem à passarela os modelos da grife Maria Bonita. Além dos desfiles, há o badalo dos stands, que ocupam todos os vãos livres do MAM e eventos paralelos que ocorrem fora do museu. O Fashion Rio custa R$ 5 milhões e tem uma enorme lista de patrocinadores, encabeçada pela empresa de telefonia móvel Oi. "É um evento voltado para a moda das classes A e B e tem crescido, acompanhado a maturidade de nosso mercado de moda. Hoje é um dos maiores empregadores do País, certamente o que mais contrata mão de obra feminina e está em pleno crescimento", contabiliza Eloysa. "O sucesso internacional de modelos como Gisele Bündchen, Isabeli Fontana e Carol Trentini é reflexo desse boom do setor. Elas não teriam uma carreira internacional se não tivessem um respaldo interno."Amanhã, além de TNG, com Naomi Campbell, desfilam Santa Ephigenia, Victor Dzenbk, Patrícia Vieira, Mara Mac, Virzi e Oestúdio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.