Grevistas prometem cancelar mais festivais na França

Dando continuidade à greve que já dura 12 dias, artistas e técnicos da indústria do espetáculo da França prometem mais cancelamentos de festivais. Ontem, o Festival de Avignon, um dos mais prestigiados da Europa, cancelou definitivamente sua edição deste ano, assim como o festival de ópera de Aix-en-Provence. Hoje, um representante da central sindical que lidera a greve declarou que o festival de música de Vielles Charrues não poderá acontecer. "Vielles Charrues não poderá acontecer tal como está planejado pelos mesmos motivos que foram suspendidos outros festivais", disse Patrice Paichereau, representante da CGT, a central organizadora da greve da cultura. O festival em questão está programado para começar no dia 19 e terá duração de três dias. Caso aconteça, o evento de música pop vai apresentar REM e The Pretenders, entre outros.Os artistas e técnicos franceses entraram em greve no dia 30 de junho contra uma proposta do governo que mudaria seu acesso ao seguro-desemprego. Pelas regras atuais, artistas e técnicos de qualquer espécie podem pedir o benefício se provarem um mínimo de 507 horas de trabalho acumuladas. O governo alega que, como está, o sistema é deficitário. Os artistas consideraram a proposta catastrófica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.