Greve deixa "Os Simpsons" mudos

Os atores e atrizes que são os dubladores da série de maior sucesso da televisão americana entraram em greve. Com tudo pronto para a 16.ª temporada, eles querem aumento de salário, segundo informa o jornal Daily Variety na edição desta terça-feira. Os seis dubladores, que não aparecem para trabalhar há mais de uma semana, pedem US$ 360 mil por cada episódio, mais que o dobro do que ganhavam no ano passado: US$ 125 mil. A temporada tem 22 episódios.Segundo o Daily Variety, o contrato de três anos de Dan Castellaneta (que faz a voz de Homer), Hank Azaria (Moe, Apu,Comic Book Guy), Harry Shearer (Sr. Burns e outros), Yeardley Smith (Lisa), Julie Kavner (Marge) e Nancy Cartwright (Bart), venceu há vários meses e as negociações não progrediram.Os Simpsons estrearam em 1987 como um quadro de dois minutos no Show de Tracey Ullman. Dois anos depois, virou o seriado que acabou ficando muito popular dentro e fora dos Estados Unidos, a ponto de em 2000 ocorrer a Festa Mundial de Fãs dos Simpsons, na comemoração dos dez anos da série.Não é a primeira vez que os dubladores se rebelam contra os "baixoa" salários. Em 1989, a Fox, produtora da série, já tinha contratado substitudos para eles quando chegaram a um acordo e a produção foiretomada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.