Grécia faz alerta a compradores em leilão da Christie´s

A Grécia alertou na quarta-feira os potenciais compradores em um leilão da Christie´s, de Londres, para a possibilidade de ações judiciais se a casa não conseguir comprovar que as peças foram retiradas legalmente da Grécia."Se alguém compra alguma coisa que se prove ilegal, o Estado vai se voltar tanto contra a Christie´s quanto contra o comprador", disse o ministro da Cultura, George Voulgarakis, à TV estatal. "Se eu fosse um comprador, pensaria nisso."Ele disse que a Grécia pediu na quarta-feira à Justiça britânica que obrigue a casa de leilões a dizer onde conseguiu a coleção de cerca de 850 pinturas e itens de prata e Fabergé, que vai a leilão na quarta-feira.A Grécia pediu à Christie´s que suspenda o leilão até que explique como obteve a coleção do rei George 1.º, que governou a Grécia de 1863 a 1913. A previsão é de que alguns itens atinjam quase meio milhão de dólares.A Christie´s diz que todos os itens foram legalmente obtidos e que não há razão para cancelar a venda, que atraiu amplo interesse internacional. A coleção vem do palácio de verão de Tatoi, na Grécia, e foi entregue ao ex-rei Constantino em 1991.Segundo o site do ex-rei, as peças eram propriedade pessoal da família real grega e não estão mais em seu poder.Constantino fugiu do país depois de cooperar brevemente com a ditadura militar grega (1967-74), e passou décadas exilado. Em 1991, o governo conservador de então o autorizou a exportar as peças do Tatoi.Vougarakis disse que a Grécia só está interessada em itens que tenham sido ilegalmente exportados, e que ficará satisfeita se a Christie´s provar sua origem legal.Advogados gregos em Londres entregaram à Christie´s uma carta dizendo que a empresa estava obrigada a informar potenciais compradores dos riscos envolvidos, segundo nota do ministério."Vocês são os únicos responsáveis por garantir que todos os potenciais compradores saibam das fortes reservas dos nossos clientes (o governo grego)", disse a carta, divulgada pelo ministério.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.