Grande coleção de arte japonesa do período Meiji irá a leilão

Uma das maiores coleções mundiais de esculturas, objetos de porcelana e de metal japoneses do período Meiji será posta à venda na Suíça no dia 19, anunciou na terça-feira a casa de leilões Christie´s.A Christie´s disse que a coleção Avo Krikorian inclui mais de 580 peças que datam de 1868 a 1912. A expectativa é a de que os objetos sejam vendidos por mais de US$ 4 milhões (cerca de R$ 8,5 milhões).As obras incluem esculturas de marfim, objetos de porcelana craquelê Satsuma e obras de esmalte, além de objetos de porcelana de exportação. Também serão leiloados algumas peças de cerâmica japonesa do século 17 e obras de arte chinesas.O período Meiji foi marcado pela restauração do governo imperial no Japão, após séculos durante os quais o país foi governado pela classe militar dos samurais. O imperador Meiji encorajou a adoção dos hábitos ocidentais e adaptou as artes japonesas tradicionais ao gosto ocidental.A arte asiática, especialmente a chinesa, está muito em voga com colecionadores no momento, graças à economia global robusta e à idéia de que a arte é um investimento sólido. No ano passado, leilões de obras de arte asiáticas promovidos pela Christie´s em Hong Kong renderam valores recordes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.