Reprodução Facebook
Reprodução Facebook

Governo revoga nomeação de capitão da PM para a Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura

André Porciuncula Alay Esteves deixa o cargo; e a dentista Edianne Paulo de Abreu é a nova coordenadora geral do Centro Técnico do Audiovisual

Redação, O Estado de S. Paulo

16 de setembro de 2020 | 09h00

Correções: 16/09/2020 | 09h52

Nomeado em 7 de agosto, o capitão da Polícia Militar da Bahia André Porciuncula Alay Esteves não é mais o secretário da Secretaria Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura. Em portaria publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira, 16, o ministro chefe da Casa Civil Braga Netto tornou sem efeito a nomeação do profissional nascido em 1985, apoiador de Jair Bolsonaro, defensor de Carlos Bolsonaro e entusiasta da gestão do secretário Mário Frias.

 

 

Na mesma edição do Diário Oficial, a dentista Edianne Paulo de Abreu, candidata a deputada federal pelo PSL em 2018, foi nomeada para o cargo de coordenadora geral do Centro Técnico do Audiovisual, do Departamento de Políticas Audiovisuais.

E Jéssyca Hellen Ferreira Paulino Fernandes vai exercer a função comissionada de coordenadora da Coordenação-Geral de Inovação e Infraestrutura Audiovisual, do Departamento de Políticas Audiovisuais. Formada em Letras, ela já atuava no órgão.

 

Correções
16/09/2020 | 09h52

Ao contrário do que afirmava o título 'Governo revoga nomeação de coronel da PM para a Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura', André Porciuncula Alay Esteves é capitão da PM

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.