Governo da Bahia contrata artista sem licitação

O artista plástico Mário Cravo Júnior foi contratado, sem licitação, pelo governo da Bahia, para restaurar por R$ 868 mil três obras, cuja autoria divide com os artistas Caribé e Maria Célia, já falecidos. As obras são painéis de madeira e concreto que estão no Centro Educacional Carneiro Ribeiro, situado no Bairro de Caixa D´água, periferia da capital baiana. O valor equivale a um terço do que será gasto nas obras civis de restauração do escola, orçada em R$ 2,5 milhão.A Secretaria de Administração do Estado usou a Lei Federal 8.666, de 1993, para dispensar a licitação. O argumento é de que é possível contratar, sem licitação, uma pessoa reconhecidamente apta para o serviço, quando não existe, (aparentemente) um concorrente. Cravo Júnior afirma ter declarações escritas das famílias de Caribé e Maria Célia exigindo que somente ele realizasse uma eventual restauração nos painéis.Sobre o preço (R$ 1,4 mil o metro quadrado), Cravo Júnior afirma, em carta divulgada para explicar o episódio, que é o menor do mercado, cotação que obteve consultando restauradores de Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo. Um atestado do diretor do Museu de Arte Moderna da Bahia, Heitor Reis, informa que os R$ 868 mil cobrados estão "dentro dos parâmetros" de mercado. Deste total, R$ 487 mil serão gastos com a equipe de técnicos que trabalhará nos painéis de Caribé e Maria Célia. "São painéis altos, não tenho mais idade (o artista tem 78 anos) para subir em escadas", disse para justificar essa "terceirização". Outros R$ 275 mil serão gastos na restauração do painel do próprio Cravo Júnior. Ele afirma que a sua obra está deteriorada e praticamente fará uma nova.O Centro Educacional Carneiro Ribeiro está sendo restaurado completamente. Foi planejado pelo educador Anísio Teixeira, para ser uma escola integral. A idéia inspirou os Ciac´s do ex-governador do Rio Leonel Brizola (PDT). Os três painéis procuram retratar a educação, a profissionalização e o trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.