Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Governo corta 20,7% verba da TV Cultura

Pelas previsões de orçamento do governo do Estado de São Paulo para 2015, a Fundação Padre Anchieta (FPA), mantenedora da TV Cultura, terá verba 20,7% inferior à que deste ano. Se o orçamento de 2014 ficou em R$ 218.114.042,00 (segundo valores corrigidos), o de 2015 prevê R$ 172.992.311,00. Consultado pelo Estado sobre as estratégias para se adequar à redução de recursos, o presidente da FPA, Marcos Mendonça, informou: "Vamos negociar com o governo a reposição do nosso orçamento". Em 2013, quando assumiu o posto, Mendonça convenceu o governo a ampliar em R$ 20 milhões seu orçamento, que tinha déficit de caixa.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2014 | 02h04

Fábio Porchat e SBT decidiram adiar para março a continuação da conversa sobre um programa sob o comando dele para as noites de sábado na emissora. As duas partes concluíram que a agenda dele já está suficientemente sobrecarregada até lá.

Agenda. Porchat começou a rodar neste fim de semana, com Miá Mello, no Rio, o filme Meu Passado Me Condena 2, expediente que segue para Portugal do dia 1º até 23 de dezembro. Para 2015, em nome do Porta dos Fundos, já estão planejadas as produções de uma série inédita para a FOX e do primeiro longa-metragem da trupe.

Tem mais. Até março, quando volta a conversar com o SBT, Porchat pretende formatar melhor o programa que comandará na emissora, com chance de chancelar o formato em nome do Porta dos Fundos.

Milhem Cortaz levou o prêmio de melhor ator do 1º TELAS, festival internacional de TV de São Paulo, pela série Fora de Controle, produção da Gullane para a Record, com roteiro de Marcílio Moraes. Derrotou finalistas de produções israelense e dinamarquesa.

O prêmio de melhor atriz no TELAS foi para Alba Gaïa Bellugi, pela série francesa 3 X Manon, título que também faturou o prêmio de melhor direção em ficção e o Grand Prix do festival.

Com três prêmios em mãos, os produtores de 3 X Manon começam a negociar sua exibição com canais pagos no Brasil. São três episódios de uma hora, sobre uma adolescente internada em um reformatório, após esfaquear a mãe.

E a NET, patrocinadora do TELAS, aproveitou a cerimônia de enceramento para premiar os títulos mais vistos no NOW, plataforma de vídeo sob demanda. Detetives do Prédio Azul, da Conspiração para o Gloob, e O Negócio, série da Mixer para a HBO, foram contemplados.

Globotour. Débora Bloch e Leonardo Medeiros gravam a próxima novela das 6, Sete Vidas, em El Calafate, na Patagônia Argentina, sob direção de Jayme Monjardim. No enredo de Lícia Manzo, os dois buscam notícias de Miguel (Domingos Montagner), que desapareceu.

Tudo o que sabemos sobre:
Cristina Padiglionetelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.