Globo volta a exibir "Roque Santeiro"

No final das comemorações dos 50 anos da televisão no Brasil e 35 de emissora, a Rede Globo volta a exibir um clássico das telenovelas. Roque Santeiro, novela de Dias Gomes e Aguinaldo Silva, exibida em 1985, traz de volta a partir desta segunda-feira, às 14h30, Lima Duarte, Regina Duarte e José Wilker à frente do triângulo amoroso mais divertido que já passou pelo horário nobre global.Proibida em agosto de 1975, durante o mandato do presidente Ernesto Geisel, Roque Santeiro só entrou no ar em 1985, quando o Brasil encerrou a fase da Ditadura Militar e declarou oficialmente o fim da censura no País. Com vários capítulos gravados e todo o elenco definido, o anúncio da proibição da novela foi feito momentos antes da estréia da novela, através de um editorial da emissora lido pelo locutor Cid Moreira em pleno Jornal Nacional, pelo qual todo o Brasil ficou sabendo que a novela tinha sido censurada.Dez anos depois, Aguinaldo Silva atualizou a obra de Dias Gomes, que ganhou traços mais contemporâneos e só manteve Lima Duarte no elenco da segunda versão. Foi em Roque Santeiro que Lima deixou de ser chamado por Zeca Diabo (de O Bem Amado, também de autoria de Dias Gomes), e até hoje é reconhecido como o divertido Sinhozinho Malta, dono do bordão "tô certo ou tô errado?".A novela, que já foi exibida no "Vale a Pena Ver de Novo", também eternizou um outro personagem, a Viúva Porcina - "aquela que foi sem nunca ter sido" - interpretada por Regina Duarte (Betty Faria havia sido escalada para a primeira versão). O personagem que dava título à obra foi vivido por José Wilker, papel que na versão de 75 seria dado à Francisco Cuoco. Naquela mesma época, Lima, Betty e Cuoco protagonizaram outro sucesso das telinhas, Pecado Capital, que no ano passado ganhou um novo remake da Globo.Asa Branca - Roque Santeiro conta a história da fictícia cidade de Asa Branca, que vive anos a fio às custas do mito da morte do artesão Roque (Wilker). Vivo ou morto, ele é o grande assunto da cidade, seja nas conversas da beata dona Pombinha (Eloísa Mafalda), ou na fúria de Sinhozinho Malta (Lima), que sempre teve ciúmes da Viúva Porcina (Regina) com o fantasma. Dirigida por Paulo Ubiratan, a novela considerada na época como uma "metáfora do Brasil", também traz em seu elenco nomes como Paulo Gracindo, Armando Bogus, Lucinha Lins, Cláudia Raia, Yoná Magalhães, Lídia Brondi e Cássia Kiss.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.