Globo: uma pausa na era Marluce

Nos próximos meses a Rede Globo ficará sem os olhos atentos da toda-poderosa Marluce Dias da Silva. A executiva e diretora-geral da emissora anunciou anteontem à noite que está se afastando da Globo por um período ainda indeterminado. Aos 52 anos, Marluce, que voltou de férias há pouco tempo, sairá de licença para tratamento médico - uma recente cirurgia de retirada de um nódulo no seio acusou um tumor maligno.De acordo com um comunicado oficial da Rede Globo, Roberto Irineu Marinho - que ocupava o cargo antes de Marluce - vai substituí-la durante esse período. Além de Roberto Irineu, as decisões que eram tomadas por Marluce serão de responsabilidade também de Octávio Florisbal, que coordena o Comitê Operacional da emissora, que havia assumido como interino o lugar de Marluce em outras ocasiões, como férias. Além dos assuntos comerciais, que são o seu forte desde a era Boni, Florisbal terá participação na programação da emissora, tarefa que também já exerceu. "Como faço parte do Comitê, participava da discussão sobre programação", disse o diretor ao Estado.Mas o afastamento de Marluce, uma das principais responsáveis pelo significativo crescimento da Globo nos últimos anos, ainda não preocupa a família Marinho. No comunicado assinado pelos irmãos Roberto Irineu Marinho, João Roberto Marinho e José Roberto Marinho, eles declararam que estão "totalmente seguros quanto aos rumos da TV Globo durante esse período, porque o modelo de gestão da tevê será mantido exatamente como vem funcionando e gerando resultados positivos".O diretor de Comunicação da TV Globo, Luis Erlanger, também fez questão de ressaltar que nada muda durante esse tempo. "Não faz sentido fazer um balanço do que representa Marluce porque isso é algo temporário. Não é o fim da era Marluce Dias." A assessoria de imprensa da TV Globo também assegura que o afastamento da diretora-geral não mudará em nada o ritmo da emissora, e que todos os cargos, os ocupantes e os processos de tomada de decisão continuam os mesmos. Ainda segundo o comunicado, Marluce, "nos intervalos do tratamento, continuará assessorando a Roberto Irineu no acompanhamento da TV Globo e demais empresas da Unidade de Televisão e Entretenimento".A marca de Marluce Dias da Silva na Globo foi conseguir manter alto o índice de audiência e aumentar o faturamento. Ela entrou na emissora em 1991, levada por Roberto Irineu. Antes mesmo antes de assumir o cargo de diretora-geral, em 97, Marluce fez com que o faturamento da emissora passasse de R$ 700 milhões para R$ 2 bilhões ao ano. Os faturamentos mais recentes não foram divulgados pela Globo, assim como um estudo do aumento de audiência. Também na gestão de Marluce algumas novelas e alguns programas bateram recordes de audiência, como no caso de No Limite 1, além de O Clone e do Big Brother.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.