Globo pressiona Palmeiras

Retaliação à vista. A parceria fechada entre Palmeiras e Record para o licenciamento de produtos com a marca do time está rendendo reclamações da Globo. Dirigentes da emissora estariam pressionando o clube por conta de adiantamentos em dinheiro dados pela rede ao Palmeiras com relação à compra de direito de transmissão de campeonatos de futebol. Para a Globo, a aproximação entre Palmeiras e Record atrapalha futuras negociações pelos direitos de transmissão do Brasileirão e do Campeonato Paulista. Como resposta, o clube deve perder espaço na cobertura esportiva da Globo. Na Record, o lançamento de produtos com a marca Palmeiras segue adiante.

Keila Jimenez, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2010 | 00h00

Alegria e dor

Tony Ramos, Totó, e Emiliano Queiroz, Benedetto, divertem-se durante as gravações de Passione, na Itália. A foto é uma homenagem ao fotógrafo da Globo Márcio de Souza, assassinado anteontem, no Rio.

41 pontos

de média de audiência registrou Brasil X Costa do Marfim anteontem na Globo, que obteve 70% de share (participação no total de televisores ligados no horário)

"Gol de bíceps vale, acabamos de inventar essa regra aqui", Tiago Leifert comentando o gol de Luís Fabiano na Central da Copa, anteontem, na Globo

A Globo pensou em entrar com uma reclamação formal na CBF e na Fifa contra o técnico Dunga por conta de xingamentos direcionados ao repórter da emissora, Alex Escobar, anteontem, durante entrevista coletiva do técnico do Brasil.

Desistiu da ideia, mas sabe que é o fim dos jantares particulares e entrevistas exclusivas com o pessoal da seleção.

Sobre a confusão, a Band diz que a relação de Dunga com a imprensa é hermética de um modo geral, mas que a briga dele é com a Globo.

O SBT segue negociando com uma empresa japonesa de telefonia celular a exibição de conteúdo do canal em celulares no Japão. Demanda da comunidade de brasileiros que vive por lá.

O Vai e Vem de Preta Gil deve ter vida longa no GNT. O canal já pensa nas próximas temporadas da atração.

Nem a perseguição a Galvão Bueno na Copa, nem a aposta em outro quadro de assistencialismo rendeu audiência para o Pânico no domingo. O programa registrou média de 8 pontos de ibope.

Mudanças à vista no jornalismo do SBT. Com a chegada de Luiz Gonzaga Mineiro trocas na equipe são inevitáveis.

Longe ainda da escalação do novo elenco, o Saia Justa, que está fora do ar para ajustes no GNT, já está ganhando novo cenário.

Legendários, da Record, recuperou o segundo lugar em audiência. Registrou média de 8 pontos de ibope no último sábado.

Leitor da coluna denuncia: na noite de domingo, a ESPN colocou um expert em golfe, Ricardo Mello, para comentar, "ao vivo", a final da US Open de Golf. O comentarista acertou tudo, inclusive o vencedor. Detalhe: tratava-se de videotape da final, era uma gravação, e ele já sabia o resultado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.