Carolina Marcos Corrê/ Presidência da República
Carolina Marcos Corrê/ Presidência da República

Globo oficializa saída de Regina Duarte da emissora

De acordo com a empresa, o rompimento contratual se deu em comum acordo e deveu-se à decisão da atriz de assumir a Secretaria Especial da Cultura do governo Bolsonaro

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2020 | 14h00

A Globo comunicou nesta sexta-feira, 28, que encerrou a relação contratual que mantinha com a atriz Regina Duarte por mais de 50 anos. De acordo com um comunicado enviado pela emissora, o rompimento se deu em comum acordo e ocorreu devido à decisão da atriz de assumir a Secretaria Especial da Cultura do governo Bolsonaro. 



“Deixar a TV Globo é como deixar a casa paterna. Aqui recebi carinho,  ensinamentos  e tive a oportunidade de interpretar personagens extraordinárias, reveladoras do DNA da mulher brasileira.  Por mais de cinquenta anos sinto que pude viver,  com a grande maioria do povo brasileiro, um caso de  amor que, agora sei, é para sempre. E não existem palavras para expressar o tamanho da minha gratidão. Que Deus me ilumine para que eu possa agora, na Secretaria Especial de Cultura do Governo Bolsonaro, honrar meus aprendizados em benefício das Artes e das Expressões Culturais da população do meu país”, declarou Regina Duarte no comunicado.

A estreia de Regina Duarte na Globo ocorreu em 1969, na novela Véu de Noiva.  Desde então, foram 31 novelas, oito casos especiais e centenas de episódios em séries e minisséries na Globo. 


Para Entender

Conheça a trajetória de Regina Duarte, nova secretária de Cultura

Contratada da TV Globo desde 1969 e colega de Rita Lee na juventude, atriz participou de várias novelas de sucesso


A posse de Regina Duarte na Secretaria da Cultura está marcada para a próxima quarta-feira, dia 4 de março. A cerimônia, que será realizada no Salão Nobre do Palácio do Planalto, deverá contar com um público diversificado, que passa por representantes da classe artística, diplomatas e líderes de diversos segmentos religiosos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.