"Globo" mostra beijo transexual em novela

Uma provocaçãozinha ao público noveleiro. Vem aí o primeiro beijo entre um homem e uma transexual. Será um beijo apaixonado, com direito a muitas carícias, protagonizado por Alexandre Borges e Claudia Raia. Ele o mulherengo Leonardo. Ela, a transexual Ramona de As Filhas da Mãe, novela das 7 da Globo. Segundo o autor Silvio de Abreu, a tórrida cena irá ao ar em 1º de outubro."Já andava cheio dos impedimentos falsos e batidos para os romances nas novelas", diz Abreu, ao justificar a criação de Ramona. "Aqui, o impedimento é muito mais moderno e isto, por ser inusitado, é muito mais interessante."É bem verdade que Abreu tem uma carta na manga, caso o público não aprove essa história. Desde que apareceu como ex-Ramon, o único filho de Lulu (Fernanda Montenegro), foi levantada a possibilidade de Ramona ser uma impostora e, portanto, uma mulher de verdade. Seja como for, Abreu conta que sua estratégia é clara: fazer com que o público goste muito de Ramona e torça para o romance entre ela e Leonardo.Abreu gosta de criar casais diferentes. Se deu bem com isso em A Próxima Vítima, mas não agradou em Torre de Babel. Agora, contou que as pesquisas preliminares feitas com o público indicaram que o público torce pelo final feliz do romance entre Leonardo e Ramona, só que os jovens querem que ela seja realmente uma transexual, enquanto os mais velhos preferem que seja apenas uma impostora. "Por enquanto, estamos agradando gregos e troianos", brinca Abreu. "Parece que a figura da Claudia Raia, que está no auge da sua beleza e talento, conquistou a todos os espectadores da novela."Se o beijo virar polêmica, pode ajudar a melhorar a audiência da novela, cuja média de 31 pontos está abaixo da expectativa da emissora e do próprio autor. "Todas as minhas novelas trazem novidades que são difícieis de absorver de pronto", diz. "É preciso dar tempo ao tempo."

Agencia Estado,

24 de setembro de 2001 | 17h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.