Globo filtra os males do lixo de São Paulo e Rio

Com Márcio Canuto no papel de fiscal do lixo paulistano, os telejornais da Globo em São Paulo e no Rio vasculham, a partir de segunda-feira, todo o trajeto de resíduos descartados pela população, do baldinho da pia até o aterro. Diariamente, São Paulo produz um estádio do Pacaembu de lixo - em 2011, foram 18 mil toneladas e, dessas, só 214 toneladas foram recicladas. O projeto atende pelo batismo de São Paulo + limpa. As reportagens são de Jean Raupp e Natalia Ariede. Semanalmente, o ecoesportista Dan Robson vai a lugares onde as pessoas não chegam, mas o lixo está lá. Pela web, o público poderá ajudar a apontar soluções e a calcular quanto lixo produz por dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.