Globo faz acordo para ter crianças em programas

A Globo não quer mais ter problemas referentes à participação de crianças em suas novelas e minisséries. A emissora fez um acordo na semana passada com oMinistério da Justiça a fim de evitar a proibição daparticipação de menores em tramas. No acordo, que juridicamente se chama termo de ajuste de conduta, a emissora compromete-se a requerer, regularmente, alvará de participação a cada atuação de crianças em novelas.O Juizado terá de expedir o documento no prazo máximo dedez dias. Em troca, o juiz da Vara da Infância e da Juventude nãovai ler mais os textos das tramas antes do início das gravações,o que Globo chamava de "censura prévia". A emissora já deve colocar em prática o prometido com o elenco da nova trama das 7, a novela "Coração de Estudante", que terá um núcleo infantil grande.Tal acordo pode evitar problemas como o que a Globoenfrentou com a novela Laços de Família, em 2000. O enredode Manoel Carlos sofreu cortes, teve o elenco infantil vetado esua classificação etária alterada por conta de liminaresinspiradas na portaria 796, de 2000. A portaria busca evitarexcessos da TV por meio de classificação etária.Na época, uma das brigas do Juizado era pela falta dealvará dos menores que participaram de Laços. A emissorateve problema semelhante este ano com a participação de criançasna minissérie O Quinto dos Infernos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.