Globo e SBT: a guerra está só começando

A Globo e o SBT estão em guerra. E agora, ao contrário do que ocorreu em outras ocasiões, as acusações - algumas muito duras - cruzam o ar como mísseis em busca do alvo. O motivo: a estréia do programa Casa dos Artistas, que a emissora de Silvio Santos colocou no ar, de surpresa, no domingo, e que será exibido diariamente durante os próximos 45 dias.A Globo anunciou que vai processar o SBT, alegando que o reality show é cópia do programa holandês Big Brother, do qual detém os direitos desde agosto e que planejava produzir em 2002. Ontem, as duas emissoras divulgaram notas oficiais, mostrando que a briga vai ser feia e está apenas começando.A Globo alega ter sido vítima de pirataria e afirma "que a indústria do entretenimento brasileira só pode crescer se for baseada no respeito à lei e aos princípios morais" (Leia a nota da Globo). O SBT, por sua vez, ironiza o comportamento da emissora rival em seu comunicado. "Como sabemos é altamente moral e ético pagar as multas e assumir processos judiciais de autores sob contrato, para que o SBT não possa contar com um único escritor; é extremamente ético comprar eventos para não exibi-los" (Leia nota do SBT).Mansão com famosos - Silvio Santos aproveitou o dia de lançamento do No Limite 3 e fez segredo até à tarde de domingo sobre a nova atração, apresentada antes e logo após o Show do Milhão. A estratégia visava a atrair o público interessado na estréia da gincana global, que foi ao ar após o Fantástico. Entre 22h55 e 23h32, quando os dois programas estavam sendo exibidos ao mesmo tempo, No Limite 3 registrou 32 pontos, e Casa dos Artistas, 27. Mas a novidade do SBT ganhou na batalha pela audiência nos horários em que sua primeira parte foi apresentada: das 20h40 às 20h44 marcou 31 pontos contra 27 do Domingão do Faustão, e das 20h44 às 21h43 bateu o Fantástico por 33 a 25. Já na segunda parte de Casa dos Artistas, a Globo venceu de 30 a 28, e o No Limite 3 chegou a picos de 39 pontos.O SBT investiu R$ 5 milhões no cenário do seu reality show - uma mansão em São Paulo, no bairro do Morumbi. O vencedor vai levar R$ 300 mil - mesmo prêmio que será dado ao ganhador de No Limite. Os moradores temporários da mansão - Alexandre Frota, Mateus Carrieri, Taiguara Nazareth, Supla, Marco Mastronelli, Leandro Leart, Mari Alexandre, Nana Gouvêa, Bárbara Paz, Patrícia Coelho, Núbia Olive e Alessandra Iscatena - vão ficar confinados na mansão durante 45 dias e serão focalizados durante todo o tempo. Câmeras espalhadas pela cozinha, piscina, espaço para malhação, salas, quartos e banheiros tentam captar imagens ousadas.O episódio que foi ao ar na segunda-feira registrou 20 pontos, com pico de 26, contra 44 de O Clone, entre 21h02 e 21h27. Casa dos Artistas também deve causar certa indignação no público mais conservador. Exemplo: à beira da piscina da mansão, Alexandre Frota contou a Mateus Carrieri e Marco Mastronelli um exemplo do que julgava ser "canalhice de homem".A descrição de Frota: durante um carnaval carioca, ele pediu ao ator Eri Johnson para aproximá-lo de uma famosa modelo e dançarina chamada Regininha (o sobrenome artístico foi omitido na edição do programa). Disse que, durante os desfiles das escolas de samba, no Sambódromo, a moça abusou da bebida e acabou deixando-o de lado para conversar com um famoso compositor amigo dela, definido por Alexandre como "muito feio". Para não ficar sozinho, o ator se chegou para o lado da bela "LT" (uma mulher não identificada).Na hora de ir embora, Regininha, que segundo Frota estava bêbada e descabelada, fez escândalo, pois ele a havia deixado sozinha. Depois de uma briga, ele acabou conseguindo o que queria ao ver que ia ficar sozinho, já que a tal "LT" foi embora.As ousadias de Casa dos Artistas não param por aí. Frota ainda ficou nu ao tomar banho. Antes de dormir, Nana Gouvêa, no banheiro, levantou sua camisola sensual e passou creme nas nádegas. Mais recatadas, as outras moças preferiram usar biquíni. A atriz gaúcha Bárbara Paz é forte candidata a deixar a Casa dos Artistas primeiro: ela chora de saudades o tempo todo, enquanto abraça um bonequinho de estimação que levou para fazer-lhe companhia.Brigas passadas - Esta não é a primeira vez que a Globo leva o SBT à Justiça por causa de uma atração julgada como plágio. Aconteceu o mesmo com Gente Inocente versus Pequenos Brilhantes. No embate, a Justiça deu ganho de causa à Globo, fazendo com que o SBT deixasse de transmitir o seu infantil.Também os programas Qual É a Música? e Show do Milhão, ambos do SBT, viraram alvos de disputas judiciais. O primeiro é idêntico a uma atração americana, e o segundo, baseado em Who Wants To Be a Milionaire?, da rede americana CBS, ganhou versão de um velho amigo de Silvio Santos, Jacques Glaz, que hoje pleiteia direitos autorais na Justiça.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2001 | 10h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.