Globo diz que Silvio Santos não altera cobertura do carnaval

A Central Globo de Comunicação da Rede Globo informou que o fato de o presidente do SBT, oempresário Silvio Santos, desfilar na Escola de Samba Tradição não provocará mudanças no esquema de transmissão que a emissora está montando para o Carnaval 2001. De acordo com a assessoria da Globo, ?asagremiações têm liberdade de escolha de seus enredos e a emissora não vai prestigiar ou discriminar nenhuma escola por causa de um temaespecífico?.A Tradição, que será a segunda a sair na Avenida Marquês de Sapucaí no domingo de carnaval, tem também confirmados para o desfile os apresentadores Hebe Camargo e Gugu Liberato, ambos funcionários de Silvio Santos. O apresentador sairá no carro-abre alas. O desfile começará falando da Grécia, porque Santos é filho de imigrantes gregos, de pouco recursos.Depois de abordar a influência dos negros na história brasileira, a escola de samba, cuja quadra fica em Jacarepaguá, zona Oeste do Rio, vai abordar a vida de Silvio Santos. O enredo O homem do Baú - Hoje é domingo, é alegria. Vamos sorrir e cantar foi dividido em quatro partes: ?Do menino ao camelô?, ?Do parequedista à barca?, ?Liderando a audiência - do circo à TV? e ?A sorte está lançada?.A idéia do carnavalesco Oswaldo Junior é fazer um panorama da vida do empresário, que foi camelô quando criança. Amante de emoções fortes, Santos alistou-se na Escola de Paraquedista do Exército. Até se tornar empresário, Santos trabalhou fazendo a sonorização da Barca Cantareira e realizou shows em circos. Após conhecer o animador Manoel da Nóbrega vai trabalhar na Rádio Nacional. Em 1964, Santos lança-se na televisão como animador de programa de auditórios na Rede Globo, canal 5, em São Paulo. Com grande sucesso de público, o Programa Silvio Santos ficou por mais de 13 anos nas tardes de domingo da Globo e também foi veiculado, na TV Tupi, canal 4 de São Paulo. Há 21 anos, o apresentador fundou o SBT. Vários quadros criados no programa do apresentador, como ?Qual é a música?, ?Namoro na TV?, ?Show do milhão? e ?Domingo no Parque?, que se tornaram clássicos na televisão brasileira, serão lembrados nas alas e nos carros alegóricos da escola. A Tradição vai lembrar o lado folião do apresentador que gravou diversas marchinhas carnavalescas.

Agencia Estado,

12 de fevereiro de 2001 | 22h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.