Globo de Ouro pode consagrar a atriz Sandra Bullock

Atriz está indicada tanto como melhor atriz em drama como em comédia, em que disputa com Meryl Streep

Ubiratan Brasil, de O Estado de S. Paulo,

15 de janeiro de 2010 | 19h19

Sandra Bullock, em cena de 'A Proposta'. Foto: Divulgação

 

SÃO PAULO - O ano promete ser de Sandra Bullock. Depois de protagonizar uma série de escolhas erradas, que se transformaram em fracassos e arranharam a fama mundial conquistada em Velocidade Máxima (1994), a morena de sorriso largo é um dos principais destaques da 67ª cerimônia de entrega do Globo de Ouro, marcada para a noite deste domingo,17, em Los Angeles, com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura TNT, a partir das 23 horas.

 

lista Confira a lista dos indicados de 2010

 

Trata-se da premiação oferecida pela imprensa estrangeira que cobre as notícias de Hollywood, abrindo o calendário de entrega de estatuetas que culmina com o Oscar que, neste ano, está previsto para 7 de março. A relação entre os dois, aliás, sempre foi tida como muito próxima, ou seja, os premiados com o Golden Globe assumiam automaticamente a condição de favoritos ao Oscar. Nos últimos anos, porém, as linhas têm se cruzado menos, com os palpites dos jornalistas favorecendo mais os blockbusters hoje que antigamente.

 

Mesmo assim, Sandra Bullock continua como favorita ao páreo em todas as competições. No Globo de Ouro, por exemplo, ela concorre em duas categorias, uma vez que essa cerimônia, que também elege os melhores da TV americana, divide seus prêmios entre dramas e comédias/musicais.

 

Assim, Sandra disputa o prêmio de melhor atriz dramática por The Blind Side com concorrentes de peso, como Helen Mirren (The Last Station), Emily Blunt (The Young Victoria), Carey Mulligan (An Education) e a mais forte concorrente Gabourey Sidibe (Preciosa).

 

Sandra porém tem mais chance no gênero no qual se sente mais à vontade, a comédia, concorrendo com A Proposta, e enfrenta duplamente Meryl Streep (por Julie & Julia e Simplesmente Complicado), a francesa Marion Cotillard (pelo musical Nine) e uma veterana de comédias semelhantes, Julia Roberts (Duplicity).

 

Sandra, aliás, ultrapassou Julia como a atriz número 1 do momento - graças à bilheteria superior aos US$ 220 milhões nos EUA e Canadá, The Blind Side tornou-se o mais rentável filme estrelado por uma mulher no cinema americano, batendo Uma Linda Mulher.

 

Nas outras categorias, a curiosidade está em acompanhar a disputa na direção de drama entre James Cameron (Avatar) e sua ex-mulher Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror) - os outros são Clint Eastwood (Invictus), Jason Reitman (Amor sem Escalas) e Quentin Tarantino (Bastardos Inglórios). O filme de Reitman, aliás, lidera as indicações de drama, concorrendo em seis categorias. Nine, o novo musical de Rob Marshall, também concorre com seis.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Globo de Ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.