Globo anuncia participantes de "Big Brother 2"

Em vez de candidatos ao estrelato, gente com profissões diversasde olho no prêmio de R$ 500 mil. Estes são os 12 participantes dasegunda edição do Big Brother Brasil, que a Rede Globo estréia napróxima terça-feira, tentando repetir o sucesso da primeira, queterminou em 2 de abril, com audiência média de 57 pontos. Basicamente,o programa continua o mesmo: seis homens e seis mulheres dividem umacasa de 450 metros quadrados, passam por provas e recebem visitas (aprimeira prevista é da atriz Regina Cazé). Um deles é eliminado porsemana até sobrar o vencedor. Pedro Bial continua responsável pelaapresentação.A seleção começou há dois meses, antes mesmo de terminar a primeiraedição, entre as 500 mil pessoas que participaram da seleção anterior.Três mil delas mandaram fitas de vídeo e, destas, 80 foramentrevistadas por produtores de elenco da emissora espalhados peloPaís. Dois participantes foram escolhidos entre os 15 mil que seinscreveram pela Internet. Ter uma profissão definida foi um dosprincipais critérios de escolha. "A intenção é reunir gente sempretensões à carreira artística", lembrou o diretor de núcleo doprograma, J.B. de Oliveira, o Boninho, em entrevista coletiva, hoje, para apresentar o programa. "A faixa etária também foi ampliada,para ter mais pessoas interessantes."Cinco participantes vêm de São Paulo; três, do Estado do Rio; dois, doRio Grande do Sul e outros dois, de Pernamuco. A comissária de bordocarioca Cida, de 39 anos, é a mais velha da turma e o boxer paulistaFabrício, de 21 anos, o caçula. Há ainda uma cartomante (Rita, de 30anos, do Rio), um treinador de cavalos (Rodrigo, 32 anos, de SãoPaulo), um chefe de cozinha (Thyrso, 26 anos, de São Paulo), trêsvendedores (Moisés, Tarciana e Jéferson) e dois estudantes (Fabrício eManoela), além da jogadora de futebol Tina, de São Paulo. Se a maioriasair do programa, daqui a dois meses e meio, direto para programas daemissora, como aconteceu com o vencedor da primeira edição, CleberBambam, contratado para o programa da Xuxa, não será por falta devariedade das profissões declaradas.A casa do primeiro Big Brother passou por uma reforma e ganhou umaacademia de ginástica, onde um personal trainer acompanhará cada um dosparticipantes. A TV Globo não divulga quanto gasta, mas uma equipe de200 pessoas trabalha por trás da câmeras para levar ao ar ediçõesdiárias com 30 minutos pré-gravados e uma duração ao vivo variável."Vai depender do que acontecer e também do desempenho do programa",adiantou Boninho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.