Globo anuncia novo reality show

Promessa de jogo limpo ou pura jogada de marketing? Ao anunciar para a imprensa as regras de O Jogo, novo reality show da casa, na quarta-feira, o diretor do programa, Boninho, protagonizou uma daquelas cenas nitidamente ensaiadas para apimentar um lançamento. Logo após explicar as regras e de assegurar que não há como interferir no desfecho do programa, o diretor exibiu, em uma das mãos, um CD cujo conteúdo ninguém viu, mas que, segundo ele, contém toda a história do programa, as armadilhas previstas e o nome do assassino - o jogo é baseado num crime fictício e envolve 24 pessoas: 12 suspeitos e 12 investigadores; ganha quem descobrir quem matou. Boninho então colocou o CD em malote lacrado e o entregou a três seguranças grandalhões da empresa Brink´s. Disse que o CD será guardado num cofre para ser retirado só na final. Tudo para provar que a Globo não modificou o jogo.Cansado das acusações de que teria beneficiado Dhomini em Big Brother 3 e manipulado outros reality shows sob seu comando, o diretor resolveu fazer uma graça. Disse que o conteúdo do CD só é conhecido por ele, pelo outro diretor do programa, Carlos Magalhães, e pelo roteirista, Ronaldo Santos. "Nem eu sei quem será o assassino", garante Zeca Camargo, apresentador do programa.O projeto de O Jogo é um pouco complicado, tanto que levou oito meses para entrar no ar. Criado pela Fox, o programa, que estréia dia 27 na Globo, com dez episódios semanais, mistura ficção e realidade em uma brincadeira que vale R$ 250 mil. Os 12 participantes/detetives - 6 mulheres e 6 homens entre 25 e 40 anos, de profissões diversas, selecionados pela produção - serão confinados numa cidadezinha do Sul do País (a Globo não quer divulgar sua localização real). Vão até lá a convite do assassino. Outras 12 pessoas, essas nos papéis de suspeitos, são atores desconhecidos na TV e estarão entre os moradores do município.O grupo de investigadores habitará uma casa monitorada por câmeras, mas terá livre acesso às ruas da cidade, onde os habitantes terão conhecimento das gravações. Boninho não explicou como a população local participará do programa nem como garantirá o silêncio dessas pessoas.Através de pistas, a cada capítulo, um suspeito e um participante são eliminados. Os suspeitos são eliminados por álibis que vão aparecendo durante a investigação, mostrando quem não é o assassino. Já os concorrentes são eliminados por meio de armadilhas na história. Confuso? Parece, mas a Globo acredita que dará certo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.