Gisele é questionada sobre celulite de Kurkova e saída de Marina

Da celulite da top tcheca KarolinaKurkova passando pela saída de Marina Silva do Ministério doMeio Ambiente, a modelo Gisele Bundchen respondeu às maisvariadas perguntas neste domingo, em uma sala com 200jornalistas e cinegrafistas do São Paulo Fashion Week. Gisele foi rápida nas respostas e contida nas brincadeiras,sem demonstrar entusiasmo com a meia dúzia de perguntas feitasem 20 minutos de entrevista coletiva. A primeira pergunta foi sobre as críticas que Kurkovarecebeu por desfilar de biquíni fora do peso. "Não estou aquipara julgar ninguém", respondeu Gisele. Depois, vieram perguntas mais "sérias", como o que elaachava da saída de Marina Silva do governo, uma vez que a top éconhecida por defender causas como as dos índios do Xingu. "Eu ouvi falar disso de uma maneira super por cima", disse."Eu fiquei triste, porque ela parecia uma pessoa super séria ecom paixão pelo que estava fazendo. Eu acho que devia ter maispessoas como ela. Que pena que ela saiu." De microfone na mão, houve até "jornalista" que aproveitoupara elogiar a top, mandar recado de um grupo de joalheria eentregar uma camiseta. Ela também foi questionada por que só namora com homensestrangeiros. "Não tenho nada contra os homens brasileiros",disse. Sobre o Brasil, perguntaram a ela se investe aqui, ao querespondeu que sim. "Eu escuto muito mais coisa positiva do Brasil lá fora, quea economia está crescendo, do que escutava antigamente. Entãofico feliz que o país está crescendo", disse. A última pergunta foi sobre um instituto para meninas queGisele disse há algum tempo que iria fundar, mas que ainda nãose concretizou -- e nem tem previsão para começar. "É uma coisa bem complexa. E quando você lida com as coisasque eu quero lidar, que são bem mais profundas, acho que demoraum tempo," disse sobre o instituto. "Não quero fazer uma coisa que vai durar um ano ou doisanos. Estou tentando fazer uma coisa que, espero, irá durar atédepois que eu não estiver aqui." A top veio ao SPFW depois de quatro anos desfilando noFashion Rio com um grife de Brusque (SC). Ela fechou a noite dedomingo, penúltimo dia do evento, usando no desfile uma calçaboca de sino, em clima anos 1970.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.