Gisele Bündchen na capa de 'Vogue' causa polêmica nos EUA

Críticos dizem que foto de modelo brasileira com jogador negro LeBron James reafirma estereótipos raciais

Associated Press,

25 de março de 2008 | 19h55

A capa de abril da Vogue americana, que estampa Gisele Bündchen e o jogador de basquete LeBron James, já desperta opiniões controversas. Críticos afirmam que a pose de ambos perpetua estereótipos raciais negativos. Eles opinam que James parece King Kong, abraçado à cintura de Gisele, enquanto joga uma bola com uma mão e segura a cintura da modelo com a outra.   É a primeira vez que a Vogue mostra um negro na capa e divulgou o fato orgulhosamente, sem imaginar que a foto criaria polêmica. Mais de um crítico lembrou a imagem de King Kong com Fay Wray, a protagonista da primeira versão do filme sobre o gorila que se apaixona por uma garota loira.   "Transmite a imagem de um negro perigoso", opinou Tamara Walker, uma mulher de 29 anos da Filadélfia. A aclamada fotógrafa Annie Leibovitz tirou a foto, que faz parte de uma série da revista. O porta-voz da Vogue, Patrick O'Connell, disse que a idéia era "celebrar duas grandes estrelas em suas áreas. Consideramos que Lebron James e Gisele Bündchen ficam divinos juntos e nos sentimos honrados de tê-los na capa da revista", disse.   Para um analista da indústria jornalística, Samir Husni, a foto é provocativa. "É claro que traz a imagem de King Kong à mente", disse, acrescentando que a Vogue é uma revista que pensa nas coisas sem inocência.

Tudo o que sabemos sobre:
Gisele BündchenLeBron James

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.