Gisele anuncia desfile para ajudar vítimas do tsunami

Em entrevista coletiva logo após o desfile, ontem, no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro, Gisele Bündchen se disse "preocupada com causas sociais" e anunciou que fará um evento em Nova York, no próximo mês, para ajudar as vítimas do terremoto e do tsunami de 26 de dezembro. Ela aproveitou para elogiar a organização do Fashion Rio e disse que gostaria de vir mais vezes ao País. "O Brasil evoluiu muito, os estilistas melhoraram muito. Queria vir para o carnaval, mas não tenho tempo na agenda."Sempre sorridente e simpática a modelo, de 24 anos, fez caretas e pose para fotógrafos e cinegrafistas. Gisele, que completa dez anos de carreira - deixou a casa dos pais aos 14 anos para trabalhar como modelo em São Paulo -, disse que já fez tudo o que queria na profissão.Veterana, contou que "a barriga tremeu" ao pisar ontem na passarela. "Foi um prazer sentir o calor da platéia." Gisele confirmou que em fevereiro promoverá eventos em Nova York para ajudar vítimas do tsunami na Ásia. Suas amigas modelos doarão roupas para um leilão e a top brasileira promete organizar um boliche - o valor dos ingressos seria doado para organizações internacionais que atuam nos países. "Sou preocupada com causas sociais. Vou dar muita grana."A ´chata´ que todos amam - A entrevista durou pouco mais de dez minutos e Gisele, como havia prometido, não falou de sua vida pessoal. Disse que falam muito dela e negou que vá participar do próximo filme da série James Bond como bondgirl. "Eu sou muito boring (chata). Não faço festa, não uso drogas. Acordo, vou para o trabalho e janto em casa. Então as pessoas inventam coisas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.