Gilberto Gil confere peça estrelada pela filha, Preta

O compositor e ministro da Cultura Gilberto Gil, ao lado de sua mulher Flora, foi prestigiar na terça-feira a filhota Preta Gil, que está em cartaz com o espetáculo "Um Homem Chamado Lee", no Teatro Folha. Preta é Ivanildo Pereira, um travesti apaixonado por Rita Lee que decide tomar o seu lugar de estrela do rock.A musa Rita Lee, que já conferiu o espetáculo na estréia, também era esperada na noite de terça-feira. Ela havia manifestado sua vontade de reencontrar seu companheiro de shows na era tropicalista. Mas foi outra Rita quem resolveu dar as caras: a Cadillac, numa saia longa comportada e cabelos trançados.Gil e Flora chegaram cerca de dez minutos atrasados, ainda com as luzes acesas. O burburinho intensificou-se. Com seu jeito bonachão, Gil cumprimentou a todos e posou para fotos de fãs presentes na platéia. Cantarolaram quase todas as músicas interpretadas por ´Ivanildo´, como "Esse Tal de Roque Enrow" e "Agora só Falta Você".Logo no início da peça, o homem agora chamado Lee lembra de seu pai. ´Assim, como eu poderia falar sobre ele de uma maneira bonitinha? Ele é um grande FDP! Acendam a luz na platéia porque ele está aqui hoje.´ Gargalhadas. Gil tira de letra e acena, divertindo-se com a situação. ´A Preta ligou para a Flora hoje à tarde para avisar que tudo que ela dissesse no palco não tinha nada a ver comigo´, conta Gil. ´Em todas as apresentações eu faço a mesma coisa. Peço para acenderem a luz e todo mundo sempre procura o meu pai e não o do Ivanildo´, diverte-se Preta.Gil e Flora emocionaram-se no fim da peça. "O espetáculo é mais tônico do que eu imaginava, tem uma mitologia contemporânea. Preta cresceu como artista. É um off-Broadway brasileiro", elogia ele. Um Homem Chamado Lee. Teatro Folha . Av. Higienópolis, 618, 3823-2323. 3.ª, às 21 h. R$ 20

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.