Gil quer reunir os "amigos do Brasil"

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, poderá contar com um grupo no exterior para auxiliá-lo a desenvolver políticas para o País. Em entrevista exclusiva ao jornal suíço Le Temps, Gil conta que ex-ministros da Cultura da Europa estariam criando um "Grupo de Amigos do Brasil" para prestar assistência e solidariedade aos projetos culturais no País. Segundo o jornal, o grupo seria formado pelo ex-ministro da Cultura da França, Jack Lang, pelo ex-ministro português, Manuel Carrilho, pelo ex-titular da pasta de Cultura na Espanha, Jorge Semprun, e pelo prefeito de Roma, Walter Veltroni."Adoraria consultá-los para me beneficiar de suas experiências e saber como, em suas avaliações, deve ser feita a gestão das questões culturais brasileiras", afirmou Gil, na entrevista publicada ontem. Indagado se copiaria projetos que Lang desenvolveu na França, Gil disse que está interessado em aplicar projetos de democratização da cultura, como fez o francês. Outra iniciativa de Lang que desperta interesse de Gil foi dar à cultura francesa capacidade de ir além de suas fronteiras. O ministro ainda afirmou que está em busca de um novo modelo cultural para o Brasil. "Quero instaurar uma verdadeira política cultural."Veja o índice de notícias sobre o Governo Lula-Os primeiros 100 dias e os ministérios

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.